- Publicidade -

Especial Ferreira do Zêzere | Retrato das freguesias: Chãos

No âmbito da Festa do Emigrante, o mediotejo.net visita o concelho de Ferreira do Zêzere, dando a conhecer um pouco da sua história e de cada uma das 7 freguesias que o compõem.

Chãos situa-se a norte do distrito na junção com o distrito de Leiria. Nos seus limites encontra-se com 5 freguesias de 4 concelhos: Além da Ribeira e Alviobeira, de Tomar; Formigais, de Ourém; Pelmá, de Alvaiázere e Areias, vizinha do mesmo concelho.

Como o próprio nome indica, Chãos assenta em terrenos baixos, submergidos por muito tempo, tendo-se encontrado grande quantidade de conchas petrificadas.

A freguesia foi criada em 1554, por desanexação da freguesia de Nossa Senhora da Graça de Areias, pertencendo ao concelho de Pias até à sua extinção em 6 de novembro de 1836, passando a integrar o município de Ferreira do Zêzere.

Tem a palavra… Jorge Manuel da Conceição Silva, no cargo em representação do PSD. (não respondeu ao questionário)

 

Ponte romana em Quebrada do Meio
Foto: JF Chãos

Retrato da Freguesia

Orago: S. Silvestre

Lugares: Almogadel, Cabeças, Carrascal, Casal de Santa Iria, Chãos, Cumes, Cumiada, Jamprestes, Laranjeira, Olival, Ovelheiras, Pinheiros, Portelinha, Quebrada de Cima, Quebrada do Meio e Travessa.

Área: 23,34Km2
População: 597 habitantes

Brasão

Ordenação heráldica: 9 de fevereiro de 2005
Descrição: Escudo de verde, ponte de um arco de prata, lavrada de negro, firmada nos flancos e movente de um pé ondado de prata e azul de três tiras; em chefe, ramo de oliveira, frutado de negro e cacho de uvas de púrpura, folhado de prata. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro: “Chãos – Ferreira do Zêzere”.

 

Comecei numa das primeiras rádios locais do País, nos idos anos ‘80, passei pelas (então) novas áreas da informática, a par dos estudos da faculdade, e dediquei duas décadas à banca de investimento, até a Troika decidir mudar-me a vida. Troquei a capital por Abrantes e os números pelas letras. Não gosto do acordo ortográfico, continuarei a usar os "P" e dos "C", mesmo que não se leiam. A par da gestão e produção de vários projetos do grupo editorial do mediotejo.net fui desenvolvendo uma receita de compota de pimento que foi premiada em 2017 pela Inov’Linea e dois anos depois abri um espaço de restauração no centro histórico de Abrantes onde sirvo diariamente refeições com dois ingredientes especiais: amor e carinho.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).