Especial Chamusca | Retrato da União de Freguesias de Chamusca e Pinheiro Grande

A Ermida do Senhor do Bonfim, ou Ermida do Senhor Jesus do Bonfim, antigamente conhecida também por Ermida da Cruz de Longe, situa-se no local mais alto da vila da Chamusca, o Monte do Bonfim | Foto: Paulo Gonçalves / viajaredescobrir.blogspot.pt

A Feira da Ascensão é um dos cartões de visita da Chamusca. Por ocasião de mais uma edição desta festa ribatejana, o mediotejo.net dá a conhecer um pouco da história do concelho e das suas freguesias.

A União de Freguesias, com sede em Chamusca, foi constituída em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, pela agregação das antigas freguesias de Chamusca e Pinheiro Grande.

Chamusca estava inicialmente integrada no termo de Santarém. Foi elevada à categoria de vila em 1561 e passou a integrar a Casa das Rainhas em 1643 e nela permaneceu até à sua extinção por decreto em 1833. Enquanto fez parte da Casa das Rainhas pertenceu à comarca de Alenquer, em 1839 pertencia à comarca de Santarém e em 1878 aparece na da Golegã. Terá sido criado como concelho em junho de 1841, constituído apenas pela freguesia de Chamusca e pela de Pinheiro Grande, desanexada do termo de Santarém.

Igreja paroquial de Santa Maria, Pinheiro Grande | Foto: Victor Henriques

Pinheiro Grande situa-se a quatro quilómetros a nordeste da sede do concelho. Em 1230 conquistou a sua autonomia com apenas 10 residentes. A aldeia teve a sua origem num outro lugar, Igreja Velha. Reza a lenda que um dia o Ribeiro do Casal Velho transbordou e arrasou toda a povoação, ficando apenas terreno próprio para cultivo. À volta da igreja nasceu então a povoação de Pinheira. Este nome seria devido à existência de uma Pinheira – regionalismo de ‘pinheiro manso’ – com ‘19,5 varas de comprimento e 23 palmos de grossura no pé’(*). Foi mandada cortar, por ter secado, pelo comendador D. João de La Cueva, em 1755.

Retrato da união de freguesias

Localidades: Chamusca, Pinheiro Grande, Areolas, Favacal, Godinhas, Lamaceiras, Vale do Junco, Cabeças do Pinheiro, Vale da Vinha e Convento.
Área: 67,1 Km²
População: 4.299 habitantes

Brasões
Ordenação heráldica: 16 de outubro de 1996
Descrição: Escudo de ouro, dois ramos de três espigas de milho, de vermelho, folhados de verde e alinhados em faixa; em chefe, ramo de videira de verde posto em faixa, com três cachos de uvas de púrpura; em contra-chefe, três burelas ondeadas de azul e prata. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco, com a legenda a negro em maiúsculas: “FREGUESIA DE CHAMUSCA“.

Ordenação heráldica: 21 de dezembro de 1995
Descrição: Escudo de prata, um pinheiro-manso arrancado de verde, acompanhado à dextra de uma cruz da Ordem dos Templários e à sinistra de uma cruz da Ordem de Cristo; em ponta, três faixetas ondeadas de azul. Coroa mural de prata de três torres. Listel branco com a legenda a negro, em maiúsculas: “PINHEIRO GRANDE“.

(*) Medidas de comprimento anteriores ao sistema métrico. Uma vara equivale a 1,1m e um palmo equivale a aproximadamente 22cm.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here