Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Julho 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Escolas do Médio Tejo transformam alunos em “Heróis da Fruta”

Maria, Ricardo e Martim, os três de nove anos de idade, da Escola Básica de Mação, são alguns dos alunos que participam no projeto nacional “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável” que tem como objetivo sensibilizar para a importância da ingestão de fruta como uma aliada da alimentação infantil e, assim, contribuir para o combate à obesidade infantil.

- Publicidade -

Na Escola Básica do 1º Ciclo e do Jardim de Infância de Mação é pelo terceiro ano consecutivo que os mais de 200 alunos participam no projeto “Heróis da Fruta”, uma iniciativa que incentiva as crianças do 1º ciclo e jardins-de-infância a adotar e manter hábitos saudáveis na sua alimentação diária, através de um programa motivacional. Segundo Cláudia Fernandes, coordenadora do projeto na Câmara Municipal de Mação, “é um projeto excelente e era ótimo fazer isto o ano todo, como há o leite escolar, terem a fruta escolar todos os dias”.

Projeto "Heróis da Fruta" incentiva as crianças do 1º ciclo e jardins-de-infância a adotar e manter hábitos saudáveis na sua alimentação diária
Projeto “Heróis da Fruta” incentiva as crianças do 1º ciclo e jardins-de-infância a adotar e manter hábitos saudáveis na sua alimentação diária

- Publicidade -

Promovido pela Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil (APCOI), o projeto “Heróis da Fruta” desenvolve-se ao longo do ano letivo por três fases. A primeira fase é a da motivação das crianças. Na Escola Básica e Jardim de Infância de Mação esta primeira fase está já a decorrer desde o passado dia 13 de outubro e prolonga-se durante 12 semanas escolares, até dia 15 de Janeiro de 2016, em que as crianças ganham diariamente Estrelas no Quadro de Mérito afixado em cada sala de aula como recompensa pela ingestão de fruta.

Durante esta primeira etapa, a Câmara Municipal de Mação oferece, durante quatro semanas, a fruta diária para o lanche escolar das crianças, sendo que a fruta varia todos os dias. Fruta essa que é adquirida de forma equitativa nos comerciantes locais, contribuindo assim também para o desenvolvimento da economia local.

Para Vasco Estrela, presidente da Câmara Municipal de Mação, “esta é mais uma das formas de contribuirmos para a formação e crescimento saudável das crianças do nosso concelho e, daquilo que nos é dado a perceber pelas crianças, encaram este projeto com muito entusiasmo e algo de positivo irá ficar para as suas vidas de futuro e quando forem adultos”.

Durante a primeira fase do projeto, os alunos ganham Estrelas no Quadro de Mérito para premiar a ingestão de fruta diária
Durante a primeira fase do projeto, os alunos ganham Estrelas no Quadro de Mérito para premiar a ingestão de fruta diária

No ano letivo de 2013/2014, a Escola Básica e Jardim de Infância de Mação participaram pela primeira vez no projeto nacional “Heróis da Fruta” tendo ficado nos primeiros lugares da classificação, após a votação nacional no “Hino da Fruta” que desenvolveram. “Foi uma boa motivação para alunos, professores e pais para continuarmos a desenvolver este projeto na escola”, refere Cláudia Fernandes.

E sobre os resultados alcançados com a participação nos “Heróis da Fruta”, Cláudia Fernandes refere que “há, de facto, um decréscimo do peso das crianças porque regularmente não comem fruta e este projeto vem incentivá-los”.

Perpétua Marques, educadora de infância e coordenadora da Escola Básica de Mação, destaca que um dos grandes benefícios deste projeto é “dar a conhecer aos alunos a importância de comerem fruta e, além do mais, ao estarem a comer a fruta em grupo é um incentivo maior”.

Também Cristina Vicente, coordenadora do Departamento do 1º Ciclo na Escola Básica de Mação, partilha da mesma opinião e refere que “para alguns alunos, aqui é a única peça de fruta que comem, não por não terem em casa mas porque acho que a ingestão de fruta não é muito valorizada”.

“Heróis da Fruta” aumenta o consumo diário de fruta nas crianças

No início do projeto, todos os alunos das escolas participantes são pesados e respondem a um inquérito que questiona sobre os seus hábitos alimentares (quantas porções de fruta comeu; quantas porções de legumes foram ingeridas; tempo total de prática de exercício físico/dia; quanto tempo despendeu a ver televisão, jogar consola ou no computador/tablet; entre outros). Os dados são inseridos na plataforma informática do projeto nacional e no final do projeto é feita nova pesagem e inquérito aos alunos.

De acordo com os resultados obtidos pela Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil, verifica-se que 42,4% das crianças que integraram o programa motivacional “Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável”, no ano letivo 2013-2014, aumentaram o seu consumo diário de fruta, em apenas 12 semanas. O mesmo estudo da APCOI, revela que 74,2% das crianças não ingeriam a quantidade de fruta recomendada diariamente antes de participarem no projeto.

No âmbito do projeto "Heróis da Fruta", as crianças desenvolvem diversas atividades pedagógicas
No âmbito do projeto “Heróis da Fruta”, as crianças desenvolvem diversas atividades pedagógicas

Um projeto que atualmente é o maior programa gratuito de educação para a saúde em Portugal concebido especificamente para motivar as crianças entre os 2 e os 10 anos de idade a adotar e manter hábitos saudáveis na sua rotina diária, seja na escola ou em casa e encorajar as crianças a orgulharem-se de praticar um estilo de vida saudável.

Na Escola Básica de Mação, os alunos do 3º ano são todos unânimes a afirmar que “a ingestão de fruta é saudável”. Maria, 9 anos, diz que come fruta todos os dias e refere que “é muito importante comer fruta porque nos faz bem”. Já o Ricardo, também de 9 anos, refere que “gosta de comer fruta todos os dias” porque, diz, “é muito saudável e dá força”. O Martim, 9 anos, afirma que come “várias frutas todos os dias”, gosta de melancia e de clementinas e termina dizendo que “a fruta não é importante, é importantíssima”. Francisco, 9 anos, também diz que come fruta todos os dias porque “dá muitas vitaminas e assim temos força para fazermos muitas atividades”. E a Mafalda, de 9 anos, salienta que comer fruta “é importante porque nos dá força e às vezes até cura doenças”.

Escolas de Constância também aderem a “Heróis da Fruta”

Para as escolas do concelho de Constância, o projeto “Heróis da Fruta” também é conhecido. A primeira participação dos jardins-de-infância de Constância e Montalvo aconteceu no ano letivo passado e este ano voltam a participar e contam ainda com a entrada do Jardim de Infância de Santa Margarida, num total de 121 alunos do concelho envolvidos.

“A adesão foi um total sucesso”, é assim que as educadoras Paula Talambas e Célia Silva, do Jardim de Infância de Montalvo, descrevem a edição do ano letivo passado do projeto “Heróis da Fruta” neste estabelecimento de ensino do concelho de Constância. “Foram muitos os benefícios da adesão a este projeto: muitas crianças não comiam fruta regularmente, outras comiam sempre as mesmas frutas e passaram a diversificar o consumo porque tiveram oportunidade de conhecer e provar as frutas que os amigos traziam”, referem as educadoras de infância.

O Jardim de Infância de Montalvo alcançou, no ano passado, o segundo lugar entre as escolas do Distrito de Santarém e o Jardim de Infância de Constância ficou no 7º lugar
O Jardim de Infância de Montalvo alcançou, no ano passado, o segundo lugar entre as escolas do Distrito de Santarém e o Jardim de Infância de Constância ficou no 7º lugar

E destacam ainda que, no âmbito deste projeto, os alunos “desenvolveram o sentido de responsabilidade porque todos queriam pertencer ao quadro de mérito e eram as crianças que, por vezes, lembravam os pais que tinham de levar fruta para a escola”.

O sucesso e envolvência de pais e professores neste projeto foi de tal ordem que, como salienta Paula Talambas e Célia Silva, “os pais estavam de tal modo envolvidos que na festa de final do ano surpreenderam as crianças cantando o Hino da Fruta delas”.

O “Hino da Fruta” elaborado pelo Jardim de Infância de Montalvo atingiu, no ano passado, o segundo lugar na classificação das escolas do Distrito de Santarém, com 277 votos, o que, para as educadoras de infância, tem como aspeto menos positivo deste projeto “a forma como decorreu a eleição para o melhor hino, não nos parece que o televoto seja a opção mais adequada”.

Doroteia Veríssimo, educadora no Jardim de Infância de Constância, refere que este estabelecimento de ensino aderiu a este projeto “por considerar que a fruta é uma boa aliada da alimentação infantil”. “A adesão das crianças foi plena, recheada de aprendizagens e descobertas. A brincar sensorialmente com as frutas, as crianças foram, sem se aperceber, derrotando a sua resistência ao consumo das mesmas”, salienta Doroteia Veríssimo que destaca ainda o “excelente trabalho conjunto realizado com todas as famílias das crianças, quer no envio da fruta para o lanche, quer nas atividades realizadas ao longo do desenvolvimento do projeto”.

O Jardim de Infância de Constância alcançou, no ano letivo passado, o sétimo lugar na classificação das escolas do distrito de Santarém, com 112 votos.

Daniel Martins, vereador da Câmara Municipal de Constância, responsável pelo pelouro da Educação e Ação Social, refere que “a adesão a um projeto desta natureza traz benefícios múltiplos, começando pelo objetivo maior do programa “Heróis da Fruta” que é o estímulo a uma alimentação saudável em termos genéricos, concretamente à criação e hábitos de ingestão de fruta desde as idades mais jovens, mas também envolver as crianças desde o período pré-escolar em iniciativas que trabalham diferentes competências individuais e coletivas, que só poderemos considerar como francamente positivo e uma mais valia a participação por parte das escolas”.

No concelho de Constância, este projeto é dinamizado com a colaboração de quatro parceiros: a Câmara Municipal, que assume a coordenação; a escola, que executa toda a mecânica do projeto, nomeadamente no que respeita à estimulação/motivação das crianças para a adoção de comportamentos saudáveis; a Associação “Os Quatro Cantos do Cisne”, que apoia ao nível da supervisão dos lanches, de forma a se obter um registo diário das crianças que cumprem uma alimentação saudável; e os pais que, segundo refere Daniel Martins, “têm aderido com empenho e satisfação, preparando lanches saudáveis para serem consumidos na escola”.

Sertã também tem “Heróis da Fruta”

No concelho da Sertã também há verdadeiros “Heróis da Fruta”. Cinco escolas do concelho da Sertã ficaram, no ano passado, entre as dez escolas mais votadas no Distrito de Castelo Branco, tendo a Escola Básica São Nuno de Santa Maria, em Cernache do Bonjardim, alcançado o primeiro lugar e, ao nível nacional, entre um universo de 755 escolas, alcançou o nono lugar.

Cinco escolas do concelho da Sertã ficaram, no ano letivo passado, nos primeiros dez lugares entre as escolas do Distrito de Castelo Branco
Cinco escolas do concelho da Sertã ficaram, no ano letivo passado, nos primeiros dez lugares entre as escolas do Distrito de Castelo Branco      .

Por isso, pelo segundo ano consecutivo, o projeto “Heróis da Fruta” vai decorrer nos estabelecimentos de ensino do concelho, envolvendo um universo de mais de 200 crianças do Agrupamento de Escolas da Sertã: 111 alunos da Escola Básica São Nuno de Santa Maria; 27 alunos da Escola Básica do Castelo e 80 crianças do Jardim de Infância da Sertã.

De acordo com a Câmara Municipal da Sertã, “a adesão a esta iniciativa vem complementar o programa Regime de Fruta Escolar desenvolvido pela autarquia nos estabelecimentos do 1º ciclo do ensino básico em que, duas vezes por semana, é oferecida a cada aluno uma peça de fruta ou legume (tomate ou cenoura) ao lanche”.

Para José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã, “iniciativas deste género, desenvolvidas de forma concertada, conseguirão imprimir progressivamente uma melhor qualidade de vida nas crianças, neste caso no que diz respeito à saúde, ao mesmo tempo que as dotam de mecanismos que as tornarão em adultos responsáveis e conscientes da importância das suas ações”.

A Escola Básica de Sardoal, que também já participou no ano anterior, volta a integrar os estabelecimentos de ensino com “Heróis da Fruta”.

As escolas envolvidas neste projeto vão agora desenvolver o seu “Hino da Fruta”, até dia 2 de fevereiro, que depois irá a votação nacional.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -