Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento/Autárquicas | PS quer “uma cidade para as pessoas”

“Uma cidade para as pessoas” é o slogan do PS do Entroncamento para as próximas eleições autárquicas, força política que apresentou, no dia 15, os cabeças de lista à Câmara, Assembleia e Juntas de Freguesia em simultâneo com a inauguração da sede de candidatura na rua Luís Falcão de Sommer.

- Publicidade -

Perante largas dezenas de dirigentes, militantes e apoiantes, o atual Presidente da Câmara e recandidato, Jorge Faria, manifestou a sua confiança num bom resultado tendo em conta o trabalho feito “com seriedade e determinação” para a cidade.

O nome surpresa nas listas é o do professor Luís Filipe Antunes como cabeça de lista para a Assembleia Municipal. De resto, na lista para a Câmara, mantém-se “no essencial” a mesma equipa. Refira-se que o PS tem maioria na Câmara com quatro eleitos, tendo o PSD, a CDU e o Bloco de Esquerda um eleito cada.

- Publicidade -

Para as duas Juntas de Freguesia recandidatam-se os atuais presidentes, Ezequiel Estrada na Freguesia de Nossa Senhora de Fátima e Rui Maurício na Freguesia de São João Baptista.

Foram ainda apresentados os mandatários Pato das Neves (engenheiro reformado e antigo Presidente da Assembleia Municipal) e Cristina Coelho, professora. Para a juventude os mandatários são o músico Ricardo Costa e Joana Ribeiro, responsável da CLDS. O mandatário financeiro é novamente António Miguel, militar na reserva.

Jorge Faria, Presidente da Câmara e recandidato, agradeceu a presença e o apoio dos Deputados António Gameiro e Hugo Costa, presentes na sessão, bem como o Presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha, Fernando Freire e de outros dirigentes e apoiantes.

Jorge Faria mantém “no essencial” a sua equipa (Foto: mediotejo.net)

Começou por fazer um balanço do mandato que está a terminar. “O nosso trabalho fala por nós”, “estamos confiantes porque apresentámos um trabalho com seriedade e determinação”, disse o candidato, garantindo que procurou “dignificar o cargo de Presidente da Câmara, com esforço, empenho e dedicação”.

Nas paredes da sede de candidatura estão expostos alguns painéis que resumem a atividade da Câmara neste mandato e outros onde se apela aos cidadãos para que apresentem as suas críticas e sugestões.

Jorge Faria mostrou-se satisfeito pelo cumprimento quase integral do programa apresentado há quatro anos.

Alguns dos candidatos e mandatários (Foto: mediotejo.net)

Um dos aspetos mais focados foi o “esforço de redução da dívida” que não impediu a manutenção dos “níveis de investimento”. “Encontrámos uma situação desastrosa” mas “corrigimos a grave situação financeira que herdámos”, frisou.

Destacou a renegociação do contrato com a antiga Águas do Centro, o investimento na rede de saneamento com a colocação em funcionamento da nova ETAR – Estação de Tratamento de águas Residuais, anunciando o desmantelamento da antiga ETAR.

Revelou que já está definido o empreiteiro para a recuperação do cine-teatro. No campo da educação realçou o aumento dos apoios aos estudantes nos diferentes graus de ensino. A redução de algumas taxas como a da publicidade e das esplanadas, foi outro aspeto focado.

Pato das Neves, ex-Presidente da Assembleia Municipal, é um dos mandatários (Foto: mediotejo.net)

Prioridade para o próximo mandato é a melhoria da acessibilidade à estação ferroviária, prometendo continuar a pressionar para que as entidades responsáveis invistam naquele espaço.

Mostrou preocupação com a gestão do Museu Nacional Ferroviário que se encontra em situação de “quase pré-falência” com cada vez maiores dificuldades em manter as portas abertas e com obras que se arrastam.

Prometendo para breve apresentar um programa detalhado, afirmou a “ambição de construir uma cidade que procure responder às necessidades de quem nela vive, trabalhe, invista ou que a visite, garantindo o desenvolvimento e a coesão social”.

“O Entroncamento não pode nem deve perder este desafio” de ter “uma cidade das pessoas e para as pessoas”, concluiu.

Carlos Amaro, vereador e presidente da Comissão Política Concelhia do PS, depois de agradecer a presença de deputados, autarcas, dirigentes, militantes e apoiantes, fez um balanço do mandato.

“Trabalhámos muito, unidos num esforço e dedicação que soubemos manter até ao fim” para o “bem estar desta cidade e daqueles que aqui vivem”, sublinhou.

Reforçando a ideia de união, seriedade e competência da equipa socialista, deixou um apelo para que esse espírito se mantenha no próximo mandato para que se concretize o projeto de “uma cidade para as pessoas”.

O músico Ricardo Costa animou a sessão (Foto: mediotejo.net)

António Gameiro, deputado e líder distrital do PS, lembrou que estudou no Entroncamento e aqui jogou futebol no Ferroviários. Disse que, depois da sua terra, Ourém, é o Entroncamento o seu concelho de eleição no distrito.

Desmentiu o candidato do PSD e ex-Presidente da Câmara, Jaime Ramos, sobre as alegadas promessas de apoio aos projetos da passagem desnivelada e da nova esquadra da PSP, falando em “invenções” e questionando: “onde estão os projetos?”. “Ninguém prometeu nada”, garantiu.

O deputado defende que o PS faz “uma campanha pela positiva” e elogiou a gestão de Jorge Faria e da sua equipa à frente da Câmara do Entroncamento que resultou em maior qualidade de vida das populações, além de reduzir a dívida.

Em reconhecimento desse trabalho, lembrou a obra feita e anunciou a defesa do investimento na acessibilidade à estação ferroviária. Garantiu também que, após uma visita às instalações da EMEF, lhe foi garantido que, ao contrário do que foi propalado, não haverá despedimentos, mas sim a contratação de mais pessoas e novos investimentos.

A sessão de apresentação foi animada pelo músico Ricardo Costa, que participou nos programas de televisão Ídolos e The Voice.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here