Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Zona desportiva vai ter desfibrilhadores após pedido do vereador do Chega

Abordado por desportistas do concelho do Entroncamento, Luis Forinho, vereador eleito pelo Chega, solicitou em reunião do executivo que sejam colocados desfibrilhadores na zona desportiva da cidade, sublinhando a sua importância para salvar vidas. Em resposta, o presidente do Município, Jorge Faria (PS) admitiu promover a respetiva instalação já no início do próximo ano.

- Publicidade -

“É um pedido que faço à Câmara. Tenho sido abordado por pessoas que fazem desporto na nossa zona desportiva e essas pessoas têm-me falado em desfibrilhadores”, começou por referir o vereador do Chega na sessão do executivo do Entroncamento desta semana.

Admitindo ter recorrido à legislação para se inteirar do assunto, Luis Forinho citou o Decreto-Lei 182, de 2012, no qual é referido no 5.º artigo que “é obrigatória a instalação de equipamentos de DAE [desfibrilhação automática externa] nos seguintes locais de acesso ao público: (…) recintos desportivos, de lazer e de recreio com lotação superior a 5000 pessoas”.

- Publicidade -

Apesar de admitir que a área desportiva do concelho não terá capacidade para abranger simultaneamente o referido número de pessoas, pelo que a autarquia não tem obrigação legal de instalar os referidos desfibrilhadores, o vereador sublinhou a importância destes equipamentos serem instalados para salvar vidas.

ÁUDIO | LUIS FORINHO, VEREADOR CHEGA CM ENTRONCAMENTO:

“Se haveria, num breve curto espaço de tempo, a possibilidade de adaptar aquela zona, pelo menos com um desfibrilhador”, reforçou Luis Forinho.

Em resposta, o presidente da autarquia entroncamentense, Jorge Faria (PS), admitiu colocar “rapidamente essa intenção no plano de atividades para o próximo ano”, promovendo “no início do ano a instalação”.

“Eu penso que tem toda a razão. Os desfibrilhadores é uma questão que vamos dar, com certeza, importância”, disse também Jorge Faria, dirigindo-se ao vereador Luis Forinho, lembrando que esse processo já foi anteriormente iniciado mas que, por razões burocráticas, acabou por não avançar.

“Vamos recuperar esse processo. É uma falha que é preferível reparar nela antes de acontecer alguma coisa do que depois de acontecer”, concluiu o autarca entroncamentense.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome