Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Vereador do BE alerta para problemas na estação ferroviária

O vereador Henrique Leal, do Bloco de Esquerda, apresentou uma proposta na Câmara do Entroncamento em defesa da resolução de vários problemas na estação ferroviária da cidade.

- Publicidade -

No entanto, a proposta não chegou a ser debatida nem votada, uma vez que o Executivo entendeu ser preferível redigir um texto comum, a subscrever pelos sete eleitos, como tomada de posição conjunta a enviar à tutela e à Infraestruturas de Portugal.

O autarca bloquista fala em “calvário” que os utilizadores da estação têm de enfrentar diariamente. “Quer no elevador, quando funciona e quando há vez para isso, quer no escadório vertiginoso e desabrigado, não é um percurso de sonho. Desmotiva os utentes diários que por necessidade se veem constrangidos a tal incómodo. Desaconselha viagens de comboio aos restantes utilizadores que, só de ponderar o acesso por tais caminhos, acabam por não viajar de comboio ou ir à procura de estação mais acessível”, denuncia Henrique Leal.

- Publicidade -

O vereador deixa várias perguntas no ar: “o Entroncamento não merece ser melhor tratado? Os milhares de utentes que diariamente utilizam o comboio para trabalhar ou viajar não merecem outra consideração e respeito por parte dos poderes e das instituições públicas? Não haverá nos orçamentos do estado, das Infraestruturas de Portugal, no recurso a fundos comunitários, formas de resolver urgentemente este problema?”

Para o vereador do BE, importa “erguer a voz e reivindicar uma solução digna e justa”, sugerindo uma subscrição pública. Propõe o envio do texto da proposta a aprovar para o Ministério do Planeamento e das Infraestruturas e conselho de administração das Infraestruturas de Portugal.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome