- Publicidade -

Quinta-feira, Dezembro 9, 2021
- Publicidade -

Entroncamento | Tudo a postos para o recomeço das aulas

Na Escola Secundária do Entroncamento, à semelhança do que acontece no resto do país, o regresso às aulas em regime presencial para os 11º e 12º anos acontece esta segunda feira, dia 18 de maio. “Estamos a trabalhar em colaboração com o Agrupamento de Escolas e está tudo organizado para podermos receber os alunos na próxima segunda feira”, garante Tília Nunes, vereadora do pelouro da educação na Câmara Municipal do Entroncamento.

- Publicidade -

Em declarações ao mediotejo.net, a autarca explica que já foram efetuados todos os trabalhos de limpeza e desinfeção, bem como a organização do próprio espaço onde foram afixados os planos de acesso e encaminhamento dos alunos.

Vão funcionar dois horários desfasados, um para durante a manhã e outro para o período da tarde. Ao longo da manhã, vão entrando diferentes grupos de alunos (44 às 8h15, 25 às 09h00, 138 às 10h00, 85 às 11h45 e 20 às 15h25). O objetivo é que a entrada e a saída dos alunos sejam desfasadas de modo a que não haja cruzamentos.

- Publicidade -

De acordo com as normas da Direção Geral da Saúde e do Ministério da Educação, há indicações específicas para que os alunos, após o término das aulas, se dirigiam para casa. Enquanto estiverem na escola têm de usar máscara.

Na escola, o bar e a sala de convívio vão estar encerrados, até porque há a indicação de que os intervalos das aulas, mais curtos do que anteriormente, sejam passados na sala. O refeitório vai funcionar diariamente, mas também com regras e restrições definidas pela DGS.

Esta semana uma equipa do Exército deu formação aos assistentes operacionais e aos professores para estarem habilitados a lidar com a nova realidade que se vai prolongar pelo menos até ao final do 3º período previsto para 26 de junho. Outra medida implementada foi o reforço do pessoal não docente, assistentes que vieram de outras escolas.

A vereadora Tília Nunes mostra-se otimista com este recomeço, apesar de reconhecer que na primeira semana “não vai ser fácil” porque “os alunos vão entrar na sua escola e vão encarar uma nova realidade. Nada vai ser como dantes”.

“Penso que estão reunidas as condições para que este período possa ser efetuado de forma presencial com segurança, sempre cumprindo as recomendações”, conclui a autarca, numa perspetiva em que é acompanhada pelos dirigentes da escola.

Creches com poucos alunos

Na segunda feira, dia 18, reabrem também as quatro creches que funcionam no Entroncamento: Centro Social e Paroquial, Encoprof, Jardim-Escola João de Deus e Colégio dos Navegantes, este último sem protocolo com a Segurança Social.

Da ronda feita no dia 15 pela equipa da vereadora Tília Nunes, constata-se que há poucas crianças inscritas. Por exemplo, no Centro Social e Paroquial há 11 crianças inscritas e na Encoprof apenas sete. Prevê-se que o número venha a aumentar a partir de 1 de junho, data em que está prevista a abertura do pré-escolar e termina o programa de proteção à infância que tem permitido aos pais ficarem em casa com os filhos.

Uma boa notícia que chegou no final da semana é que todas as funcionárias das creches fizeram testes à covid-19 e todos deram negativo.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome