Entroncamento | Surto de Covid-19 no Lar dos Ferroviários está extinto

Lar dos Ferroviários no Entroncamento. Foto: DR

Praticamente dois meses depois de ter surgido no Lar dos Ferroviários, no Entroncamento, a 10 de setembro, está extinto o surto de Covid-19. Os testes a utentes e funcionários realizados na quarta-feira deram todos negativos, conforme confirmou ao mediotejo.net o presidente do Município, Jorge Faria.

“Todos os testes foram, felizmente, negativos e nós hoje podemos dizer que o surto do Lar dos Ferroviários está extinto, porque não temos ninguém – funcionários ou utentes – positivo no Lar”, anunciou o presidente da Câmara Municipal do Entroncamento ao mediotejo.net esta quinta-feira.

No início desta semana, o autarca tinha já dado conta em reunião do executivo municipal de que iria proceder-se no decorrer da mesma à testagem dos utentes que ainda se encontravam positivos à Covid-19, mostrando na altura a expectativa de que o surto estivesse perto do fim.

“Foi um surto que se iniciou a 10 de setembro, chegaram a estar positivos 91 pessoas, entre utentes e funcionários, e felizmente, com o trabalho afincado – especialmente dos funcionários e da direção técnica do lar, com o apoio forte da Proteção Civil e da Câmara – conseguiu-se ultrapassar este surto”, acrescentou o autarca ao mediotejo.net.

Recorde-se que o surto de Covid-19 detetado no Lar do Entroncamento da Associação dos Lares Ferroviários iniciou-se a 10 de setembro, após soarem os alarmes quando uma idosa que estava acamada no lar foi transportada para o hospital de Torres Novas devido a uma doença grave, tendo sido testada à Covid-19 e dando positivo. O surto neste lar veio a provocar o óbito a sete utentes.

Lar do Entroncamento da Associação dos Lares Ferroviários. Foto: DR

Com cerca de 150 pessoas, entre funcionários e utentes, atualmente, é “total” a normalidade de funcionamento do mesmo, avançou o autarca em reunião do executivo, tendo já as funcionárias da autarquia que estavam a prestar apoio no lar regressado à Câmara Municipal.

 

A nível do concelho, Jorge Faria refere que a situação é “preocupante como acontece na generalidade dos Municípios”, mas sublinha que os casos que estão ativos não representam “situações de grande gravidade ou internamento em situação grave”.

Recorde-se que, a este respeito, o Município, está a ponderar um reforço de medidas implementadas no concelho no sentido de prevenir o contágio pelo novo coronavírus (saiba mais aqui).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here