- Publicidade -

Segunda-feira, Janeiro 24, 2022
- Publicidade -

Entroncamento | Sábado de Poesia na Feira do Livro, com autores da cidade

Foram distinguidos com o Prémio Literário do Médio Tejo, em 2018 e 2021, na categoria de Poesia, e ambos residem na cidade do Entroncamento: Martinho Branco e Sónia Chainho estarão também os dois este sábado, 4 de dezembro, no Centro Cultural, para conversarem com os leitores sobre as suas obras, na Feira do Livro que ali decorre até ao próximo domingo.

- Publicidade -

“Nos intervalos de ti”, de Sónia Chainho, será apresentado às 16h30, e “O Homem que Tirava Retratos”, de Martinho Branco, às 17h15, por Patrícia Fonseca, da Médio Tejo Edições, que publicou os dois livros.

- Publicidade -

Para António Matias Coelho, presidente da Associação Casa-Memória de Camões e membro do júri do Prémio Literário do Médio Tejo, há na poesia de Sónia Chainho “liberdade, amor e esperança”. Mais do que um discurso predominantemente feminino, nos seus poemas encontramos “um olhar muito humano sobre a essência da vida, numa poesia cristalina, melodiosa, que nos enleva e nos encanta”.

“Um mestre da palavra, e um mestre a surpreender-nos com o que é possível fazer com as palavras”, assim descreve António Matias Coelho o poeta Martinho Branco. “O Homem que Tirava Retratos”, diz, é “o livro de um homem muito sensível”, por onde perpassam uma série de emoções. “Fala-nos de amor e da natureza, chama a atenção para causas sociais, fazendo por exemplo a denúncia do analfabetismo, da exploração, da pobreza. Fala-nos também da ‘cidade que se esquece de ser feliz’, na correria dos dias. É portanto um livro de preocupações, de inquietações, de revoltas também.”

Sónia Chainho venceu a 3ª edição do Prémio Literário do Médio Tejo, na categoria Poesia. Créditos: Luís Ribeiro
- Publicidade -

Sónia Chainho nasceu em Tomar, em 1979, mas cresceu em Lagoa do Furadouro, Ourém, com os pais e o irmão, e hoje reside no Entroncamento. Aos 18 anos mudou-se para Lisboa, onde se licenciou em História pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Professora do Ensino Básico e Secundário, formou-se ainda no Mestrado em Ciências da Educação e acumula também a experiência na lecionação da área de Expressão Dramática. Assumiu desde tenra idade um gosto especial pela leitura e pela escrita, hábitos que foi adquirindo em casa, com o pai. A paixão foi sendo desenvolvida ao longo dos últimos anos, com algumas participações (e distinções) em concursos literários, nas áreas da prosa narrativa e da poesia. Venceu a 3ª edição do Prémio Literário do Médio Tejo (2020/2021), na categoria de Poesia, com “Nos intervalos de ti”.

O poeta Martinho Branco, na Casa-Memória de Camões, em Constância. Foto: Zé Paulo Marques

Martinho Branco nasceu em Riachos, Torres Novas, a 5 de junho de 1956, e reside no Entroncamento. Professor do Ensino Básico, foi radialista durante 25 anos na Rádio Bonfim (Chamusca-Almeirim) e esteve na fundação do jornal “O Riachense”, do grupo de teatro GRUTAR da Tuna Académica da Escola de Adultos da Chamusca e dos Tun(a)ntes. Faz parte do Movimento Internacional Poetrix desde 2001. Com trabalhos premiados nas últimas décadas em vários concursos literários, na área da poesia lírica e visual, participou em 24 Antologias de Poesia (Brasil, Timor e Portugal). “O Homem que Tirava Retratos” venceu o Prémio Literário do Médio Tejo, na categoria de Poesia, em 2018.

Até 5 de dezembro, em parceria com a “Ao Pé das Letras”, o Centro Cultural do Entroncamento acolhe uma Feira do Livro com a presença de escritores, sessões de cinema e de contos, e vários espetáculos de animação, cujo mote será a magia de Natal. Com entrada livre, a Feira do Livro pode ser visitada de segunda a sexta-feira e aos domingos das 10h00 às 19h00 e no sábado das 10h00 às 22h00.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome