Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Outubro 20, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Pulseiras para o Remember quase esgotadas

A quinta edição do “Remember” volta a celebrar os temas mais emblemáticos das décadas de 70, 80 e 90, que este ano se cantam e dançam entre as 21h30 deste sábado, dia 22, e a madrugada de domingo. Quem comprar as pulseiras, que segundo a página do facebook da organização estão quase esgotadas, tem muito para recordar nos três palcos na Quinta das 3 Ribeiras, em Vila Nova da Barquinha, até a música terminar às 07h00.

- Publicidade -

O Lounge é o ponto de partida para a noite longa que aqui começa, ao ar livre, com as atuações de Ricardo Costa, Valter Guia, Gonçalo Serras, Ricardo Monteiro e Homem do Griff entre as 22h00 e as 03h00, seguindo-se o Salão Nobre, que recebe The Dixie Boys, Classics Band com Pedro Dyonysyo, Groove In – Covers Band e os Djs Hugo Luz e Ricardo Alcântara a partir das 23h00.

Remember Entroncamento 2018. Foto: DR

- Publicidade -

Pouco depois, às 23h30, dança-se com os Djs Rui Remix, White (aka Jorge Branco), Superfly (aka Manuel Graça), Addline (aka Carlos Adelino) e Luís Bento e o VR Rui Moita em “Non-Stop the Dance”. Nos dois últimos locais, o som dura até ao final da noite que também conta com animação especial de Arregaita, Cândido Godinho, Vic James, Fun2Rock, Os Fenómenos do Entroncamento, Fernando Melão e o humor de Ricardo Peres e João Sousa.

As viagens de ida e volta para o evento não foram esquecidas pela organização (Casa do Benfica do Entroncamento), estando disponíveis três parques de estacionamento, o primeiro (Parque Remember) localizado na Quinta das 3 Ribeiras. Os outros (Parque Multiusos, no Largo da Feira, e Parque Intermarché em Vila Nova da Barquinha) têm transporte assegurado por autocarro para o local entre as 21h00 e as 06h00.

Mais informações na página do facebook do Remember Entroncamento.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome

Artigo anteriorBreves | Cultura
Próximo artigoBreves | Cultura