- Publicidade -

Segunda-feira, Janeiro 24, 2022
- Publicidade -

Entroncamento | PSD pede brevidade na implementação de videovigilância na cidade

A recente ocorrência de atos de vandalismo e episódios de gincanas no Entroncamento levou o vereador Rui Gonçalves (PSD) a alertar na última reunião do executivo camarário para a urgência de se avançar com a instalação de um sistema de videovigilância na cidade. O social-democrata apelou ao presidente da Câmara Municipal para que o mesmo não se limite a uma zona mas que sejam identificados os pontos mais críticos.

- Publicidade -

“Houve uma série de gincanas junto do Parque Desportivo do Bonito (…) os paralelepípedos estão marcados com restos de borracha, portanto é bem percetível o que lá andou a ser feito”, começou por expor na reunião de Câmara do Entroncamento de 4 de janeiro Rui Gonçalves (PSD), admitindo que no local referido “andaram lá a fazer peões”.

O vereador social-democrata usou da palavra no período antes da Ordem do Dia da sessão camarária para denunciar ainda outra situação ocorrida na cidade, desta vez junto ao campo polidesportivo na Avenida Villiers Sur Marne (perto do supermercado Aldi), e que o mesmo comprovou no local.

- Publicidade -

“A quantidade de lajes que foram rebentadas junto do campo polidesportivo. (…) Ao seu redor havia lá um pequeno espaço de lazer e num ato de puro vandalismo, foram todas partidos. É mesmo um ato de vandalismo, não tem qualquer outra explicação”, admitiu.

Dando ainda conta de ajuntamentos na Praça das Tílias e no Complexo Desportivo do Bonito que resultam num “rasto de lixo no chão porque as pessoas não têm a decência de pegar nas coisas e meter num caixote do lixo”, Rui Gonçalves expôs estas situações para alertar para a urgência de se concretizar uma das propostas elencadas no Orçamento Municipal para 2022: o estudo e implementação de um sistema de videovigilância.

Vereador Rui Gonçalves (PSD) expôs as situações de vandalismo e lixo no chão na sessão do executivo camarário de 4 de janeiro, por videoconferência.
- Publicidade -

“Efetivamente, a videovigilância não se pode cingir só a um sítio do Entroncamento, não se pode cingir exclusivamente à questão do túnel debaixo da passagem férrea. O que lhe peço, senhor presidente, é que este estudo se não tiver avançado que avance urgentemente e que não seja limitado àquela zona geográfica mas que seja – com o acordo das autoridades e da Câmara Municipal – um bocadinho mais abrangente e que sejam identificados os pontos que têm que sofrer essa videovigilância”, apelou o vereador.

Em resposta à exposição do social-democrata, o presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Jorge Faria, admitiu ter conhecimento dos “atos de vandalismo gratuito”, dando conta da limpeza do local onde o lixo foi deixado no chão e da apresentação de queixa às autoridades.

ÁUDIO | Jorge Faria (PS) responde a vereador Rui Gonçalves (PSD) sobre situações de vandalismo

“Trata-se de um vandalismo (…) só explicável pela falta de respeito de algumas pessoas – provavelmente terá sido um grupo de jovens que têm criado algumas dificuldades que podem estar ligados a esses peões e que as autoridades têm conhecimento e estão a par, a desenvolver os esforços para alterar estas situações”, acrescentou o edil.

Abrantina com uma costela maçaense, rumou a Lisboa para se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome