Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Novo Jardim de Infância será mais funcional, moderno e com sala para experiências

Com os pareceres positivos por partes das entidades necessárias, o anteprojeto para a construção do novo Jardim de Infância Sophia de Mello Breyner, no Entroncamento, viu luz verde por parte da Câmara Municipal. Com oito salas de infância, um espaço para experiências científicas e novas tecnologias e outro dedicado a atividades de psicomotricidade, o projeto procura “modernizar a resposta às necessidades educativas” num edifício “integrado de forma mais funcional”.

- Publicidade -

Depois de aprovada a demolição do atual edifício do Jardim de Infância Sophia de Mello Breyner Andresen (JISMBA), em 19 abril, decisão justificada pelo presidente da autarquia pela existência de “demasiados constrangimentos para que a opção de reabilitação seja mais económica”, veio a reunião de Câmara do Entroncamento a 9 de agosto a análise do anteprojeto para a construção do novo jardim de infância.

Com os pareceres positivos por parte das entidades necessárias, nomeadamente da saúde pública ,da DGEstE e da ANEPC, o anteprojeto foi aprovado por unanimidade em sede de reunião de Câmara Municipal, naquele que é “mais um passo em frente neste projeto”.
Na apresentação da proposta, a vice-presidente da autarquia entroncamentense deu conta de que se manterá o edifício térreo, tendo-se procurado “modernizar a resposta às necessidades educativas, quer em termos funcionais quer em termos de eficiência energética do edifício”.

- Publicidade -

A evolução do projeto foi acompanhada pelo Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento, tendo sido incluídos “todos os aspetos referidos pela escola e associações de pais para otimização do espaço e das infraestruturas”, acrescentou a vereadora Tília Nunes, com o pelouro da Educação.

“Todo o espaço foi pensado em termos da eficiência energética. Grande parte das salas são viradas a nascente. Só estão previstas duas salas previstas a poente”, explicou.

A responsável expôs também que estão previstas oito salas de jardim de infância, numa lotação que rondará os 200 alunos, bem como uma sala polivalente que “possa estar disponível para as atividades de animação e apoio à família”, uma sala dedicada à ciência, novas tecnologias e à parte experimental, e ainda um espaço polivalente para prática de atividades de psicomotricidade. Haverá ainda hortas e caixa de areia, num espaço lúdico ao ar livre para as crianças.

ÁUDIO | Tília Nunes, vereadora com o pelouro da Educação no Município do Entroncamento

“Todo o conjunto de serviços de apoio, refeitórios, salas de professores e serviço de atendimento aos encarregados de educação [estarão] numa ala diferente mas todo o conjunto integrado de uma forma mais funcional”, acrescentou a vereadora Tília Nunes.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Mais uma oportunidade perdida… crianças no meio de betão, que desenvolvimento tão pobrezinho!
    Para quando mudarem para um espaço onde possam ter mais espaço para ter mais natureza, com árvores naturais de Portugal, flores, e eventualmente animais para que os conheçam, mesmo que sejam apenas temporários para os verem e irem mudando, sei lá até com peixes em lago exterior, claro com os equipamentos necessários para manter as crianças em segurança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome