Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Natal no Museu Nacional Ferroviário com programação dedicada às famílias

O Museu Nacional Ferroviário está a convidar os visitantes a celebrarem o Natal nos dias 14 e 15 de dezembro com diversas atividades para toda a família e surpresas durante todo o fim de semana, sempre com entrada livre. Durante os dois dias, entre as 10h00 e as 18h00, nas Antigas Oficinas do Vapor haverá um Mercado de Natal, contando com a presença de vários artesãos e comércio local.

- Publicidade -

No dia 14, sábado, pelas 10h30 a Coolture Tours vai encenar a chegada da Rainha Maria Pia numa Visita Especial de Natal, na qual miúdos e graúdos poderão ficar a saber mais sobre o caminho de ferro no nosso país e como era celebrada esta quadra pela Família Real e pelos Príncipes D. Pedro e D. Luís.

À tarde, pelas 15h00, inicia-se o Atelier de Doces de Natal para famílias, para o qual estão convidadas as crianças a dar largas à imaginação na personalização de bolachas. Pelas 16h00, chega o desafio da Oficina de Costura, uma atividade realizada com crianças e adultos na qual será reproduzida uma locomotiva natalícia.

- Publicidade -

Domingo, dia 15 começa às 10h30 a visita temática “A Bordo – Especial Natal“, na qual os participantes são convidados a subir a bordo da várias locomotivas, carruagens e salões da coleção, com um participante surpresa. A partir das 15h00, tem lugar mais uma oficina para famílias de “Recycling e Upcycling de decorações de Natal “, na qual serão criados crafts de Natal reutilizando vários materiais usados diariamente.

Durante os dois dias, a entrada no Museu será gratuita, estando a participação nas atividades sujeitas a inscrição e, em alguns casos, a aquisição de ingresso.

Esta iniciativa conta com o apoio do Município do Entroncamento, da Junta de Freguesia Nossa Senhora de Fátima e do Regimento de Manutenção Militar.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome