Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Dezembro 2, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Município disponibiliza espaço para sede do Entroncamento Atlético Clube

O município do Entroncamento e o Entroncamento Atlético Clube assinaram esta terça-feira, dia 18 de junho, um protocolo de cedência de espaço para a instalação da sede deste novo clube da cidade.

- Publicidade -

O protocolo de cedência das instalações do espaço situado na Rua Batalhão Sapadores Caminhos de Ferro, onde funcionava antigamente o Jornal Notícias do Entroncamento, foi assinado pelo presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Jorge Faria, e pelo presidente da Direção do Entroncamento Atlético Clube, Paulo Costa.

O presidente do município do Entroncamento, Jorge Faria, citado em nota de imprensa, referiu que a autarquia, “ao proporcionar uma nova sede ao Entroncamento Atlético Clube, visa criar condições, a esta associação, para ter um espaço onde possa centralizar toda a sua organização, inserindo-se assim, no âmbito do apoio e colaboração do Município para com as associações locais, valorizando o trabalho de dirigentes e associados”.

- Publicidade -

O presidente do clube, Paulo Costa, por sua vez, agradeceu o apoio da Câmara Municipal tendo afirmado, segundo se pode ler na mesma nota informativa, que, “sem esta ajuda, não seria possível avançar com o projeto”.

O Município do Entroncamento e o Entroncamento Atlético Clube assinaram esta terça-feira, dia 18 de junho, um protocolo de cedência de espaço para a instalação da sede deste novo clube da cidade. Foto: CME

O Entroncamento Atlético Clube foi fundado em 25 de junho de 2018 e dedica-se à modalidade de futebol, nomeadamente ao futebol sénior, sob o lema “esforço, ambição, respeito e coragem”.

A inauguração da sede está agendada para quinta-feira, dia 20 de junho, Dia da Cidade do Entroncamento, às 9:30.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome