- Publicidade -

Quinta-feira, Janeiro 20, 2022
- Publicidade -

Entroncamento | Maus tratos a animais e “cheiros nauseabundos” indignam população

Imagens de três cães numa varanda visivelmente imunda num apartamento no Entroncamento, estão a suscitar a indignação da comunidade nas redes sociais. À questão dos maus tratos aos animais junta-se a da saúde pública, com um cenário de lixo, mosquitos e “cheiro nauseabundo” relatado pelos vizinhos. O mediotejo.net falou com a proprietária do apartamento em causa, que admitiu a incapacidade de fazer sair do espaço o indivíduo que nele habita desde dezembro de 2019.

- Publicidade -

“Eu já perdi a conta das vezes que fui ao Ministério Público meter processos contra ele. Ele está a dar cabo dos meus pertences, tenho a vida toda posta ao contrário”, admite ao nosso jornal Andrea Fazenda, a proprietária de um apartamento na Rua Cidade de Penafiel, no Entroncamento, cujas imagens do estado de insalubridade das varandas, nas quais permanecem três animais, foram expostas na rede social Facebook por uma munícipe, este domingo.

Os vizinhos não podem abrir as janelas, é lixo, mosquitos, parasitas por causa das fezes, e a única coisa que ele me disse quando o chamei a última vez à atenção é que compra uns ambientadores para difundir um bocadinho o cheiro”, conta ao nosso jornal.

- Publicidade -

A história não é de agora e remonta a março de 2020, três meses depois de o indivíduo de 30 e poucos anos ter arrendado o apartamento. No início, a dona da casa não tinha conhecimento de que seriam dois gatos e três cães a permanecer no espaço, mas conta que a situação “estava tranquila” e o que o homem ia frequentemente com os animais à rua.

“Lá para meados de março começo a ouvir queixas dos vizinhos pelo cheiro e começo a receber fotografias da situação em que estavam as varandas. Tentei entrar em contacto com ele por diversas vezes, na grande maioria dos casos só mesmo apanhando-o na rua porque ele nunca abria a porta, e as coisas foram-se avultando (…) o cheiro é nauseabundo, especialmente no verão, é muito difícil de suportar”, adianta a proprietária, que admite ter entrado em contacto com as autoridades policiais e com a autarquia.

A situação de três cães numa varanda na Rua Cidade de Penafiel, no Entroncamento, está a gerar indignação por parte da comunidade nas redes sociais, devido aos maus cheiros resultantes dos dejetos dos animais e ao estado em que estes se encontram. Imagem: DR
- Publicidade -

“Fiz queixa a várias entidades de defesa animal, à polícia, à GNR, à Câmara Municipal, à Junta de Freguesia, a veterinária da Câmara foi diversas vezes lá mas nunca lhe abriram a porta. E supostamente, diz a polícia que eu não tenho autorização para abrir a porta”, refere. “Tenho de ter uma ordem do tribunal para proceder ao despejo, isto é que é o caricato.”

Só no último ano, foram cinco as tentativas de chegar ao contacto direto com o inquilino. “Eu posso-lhe dizer que já estive à frente da porta do apartamento com o delegado de saúde, a veterinária e dois agentes da PSP, e o delegado perguntou-me se eu não tinha a chave da casa. E eu olhei para o agente da PSP e perguntei se por acaso encontrar uma chave da casa posso abrir. Não posso, senão depois levo eu com um processo em cima”.

Andrea admite ter processos a decorrer para resolver a situação mas a espera vai-se prolongando e sem respostas à vista. Hoje, chegou uma, relativamente a um dos processos, mas a proprietária soube do desfecho pelas redes sociais, através de um comunicado feito pelo Município do Entroncamento.

No texto, a autarquia entroncamentense admite ter conhecimento da “situação de maus tratos a animais a decorrer na Rua Cidade de Penafiel” e refere que no decorrer do ano de 2021 “foram tomadas todas as diligências à sua resolução, através da Médica Veterinária Municipal, da PSP e da Autoridade de Saúde, no âmbito das suas competências e da legalidade”.

É dado conta também de que o processo foi arquivado pelo Ministério Público “sem sentença de maus tratos a animais”.

“Neste momento, encontra-se o Município em colaboração com as restantes entidades a encetar novas diligências, no âmbito das suas competências, por forma a resolver esta situação”, lê-se ainda.

A situação de três cães numa varanda na Rua Cidade de Penafiel, no Entroncamento, está a gerar indignação por parte da comunidade nas redes sociais, devido aos maus cheiros resultantes dos dejetos dos animais e ao estado em que estes se encontram. Imagem: DR

“Há pouco tempo houve um vizinho que viu ele [o inquilino] a dar pontapés a um dos gatos a expulsá-lo de casa. Os cães já os trancou no corredor comum do prédio porque não os queria em casa. Tanto não se quer desfazer dos animais como os trata desta maneira”, expõe Andrea que, ainda sem fim à vista para este pesadelo, apela uma vez mais a que os vizinhos continuem a denunciar a situação, não só pelos animais mas também por “uma questão de saúde pública”.

Abrantina com uma costela maçaense, rumou a Lisboa para se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome