- Publicidade -

Entroncamento | Jorge Faria recandidata-se à Câmara Municipal pelo PS

A terminar o segundo mandato à frente dos destinos do Município do Entroncamento, o socialista Jorge Faria foi anunciado pela concelhia do PS como o candidato do partido à presidência da Câmara Municipal nas eleições autárquicas deste ano. Uma recandidatura que o autarca abraça com a intenção de “continuar a melhorar a cidade” do Entroncamento.

- Publicidade -

“Com enorme orgulho e sentido de missão”. É assim que reage o atual presidente da Câmara Municipal de Constância, Jorge Faria (PS), à escolha unânime da concelhia do seu partido para encabeçar aquela que é uma recandidatura à Câmara Municipal nas eleições autárquicas 2021.

A escolha de Jorge Faria por parte concelhia do Partido Socialista do Entroncamento para submeter a sufrágio nas próximas eleições autárquicas tem em vista “dar continuidade a este projeto autárquico”, com o presidente da Comissão Política concelhia do PS, Ricardo Antunes, a destacar que “todos os elementos da comissão política reconhecem o excelente trabalho levado a cabo por Jorge Faria”.

- Publicidade -

Em reação ao voto de confiança, Jorge Faria, atual presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, manifestou o “enorme orgulho e sentido de missão” com que abraça o “desafio lançado pelos órgãos do Partido Socialista para continuar a melhorar a nossa cidade”.

Recorde-se que Jorge Faria foi eleito pela primeira vez presidente da Câmara Municipal do Entroncamento nas eleições autárquicas de 2013, tendo sido reeleito com um reforço de votação em 2017. Volta este ano de 2021 a encabeçar a candidatura do Partido Socialista à Câmara Municipal do Entroncamento.

Jorge Manuel de Alves Faria é doutorado em Gestão de Empresas pela Universidade de Évora, Mestre em Sistemas Sócio Organizacionais da Atividade Económica (ISEG/UTL) e licenciado em Economia (ISE-UTL).

Professor do Ensino Superior desde outubro de 1991, desenvolveu também atividade profissional enquanto gestor e dirigente em diversas empresas nacionais, participando ativamente na vida comunitária e associativa do Entroncamento.

Do seu currículo, destacam-se ainda os cargos de administrador não executivo das Águas de Vale do Tejo SA, desde janeiro 2014, administrador não executivo da Fundação Museu Nacional Ferroviário, desde outubro 2013 e membro do Conselho de Economia Social desde Janeiro 2014, em representação da Associação Nacional de Municípios Portugueses.

Recorde-se que nas eleições de 2013, o PS conquistou o município com 41,96% dos votos (quatro eleitos), remetendo o PSD para o segundo lugar com 20,67% dos votos, e apenas um eleito, sendo os restantes dois lugares do executivo da CDU (11,32%) e do Bloco de Esquerda (10,88%).

Já nas eleições de 2017, o PS garantiu a continuidade na maioria na Câmara com 45,43% dos votos (quatro eleitos), tendo o PSD subido de um para dois vereadores, o Bloco de Esquerda mantido um vereador e a CDU a perder a representação que tinha no executivo camarário.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -