- Publicidade -

Entroncamento | Festa da Flor, 10 dias com programa primaveril a dobrar

Todos sabem que o Entroncamento é terra de fenómenos e o facto do concelho ter duas primaveras tem-se afirmado como um dos mais recentes. A primeira começa em março e a segunda no mês de maio com a Festa da Flor, que este ano decorre entre os dias 19 e 28. Conheça o programa dos 10 dias em que espaços públicos, comerciais e privados cidade têm vida primaveril a dobrar.

- Publicidade -

A Festa da Flor tem início com a sugestão de um passeio, a partir das 15h00, pelo Largo José Duarte Coelho, Rua Luís Falcão de Sommer, Praça Salgueiro Maia e Praça da República. A iniciativa faz flores e animação desabrochar por todo o lado e junta-lhes os sabores do Ribatejo com a realização da II Semana Gastronómica nos restaurantes locais aderentes.

Na meia hora que se segue à abertura oficial são inauguradas duas exposições coletivas, sendo o Largo José Duarte Coelho a receber a primeira, “Peixes do Rio – Escultura Criativa”, com trabalhos dos alunos do 12º ano do Curso de Artes Visuais da Escola Secundária, às 15h15. Pelas 15h30 é a vez da Galeria Municipal se encher com as “Flores na Cidade”, que reúne 30 artistas plásticos.

- Publicidade -

A Praça Salgueiro Maia recebe um espetáculo musical com as crianças das AEC, AAAF e do Infantário Encoprof, às 16h30, e os Grupos de Teatro e Expressões dos Centros de Ensino Especial do distrito de Santarém juntam-se ao músico Ricardo Costa no palco do Centro Cultural, a partir das 21h30, na peça teatral “A Gaveta”. Entre esta data e 21 de maio realiza-se a Quermesse de Flores da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima na Praça Salgueiro Maia.

O fim-de-semana começa pelas 09h30 de sábado com a abertura da mostra de artesanato na Rua Luís Falcão de Sommer, que aí marca presença nos dois sábados e no primeiro domingo do evento. Por lá passa a Banda da Associação Filarmónica e Cultural do Entroncamento, durante a arruada que começa às 11h00 e também tem no itinerário o Largo José Duarte Coelho e a Praça Salgueiro Maia.

A banda cruza-se na última paragem com os mais pequenos que podem brincar nos insufláveis nos dois fins-de-semana (sábado e domingo) das 11h00 às 13h00 e das 15h00 às 18h00. O dia 20 também é dedicado aos mais velhos com a realização da Sessão Solene do Dia Municipal do Idoso e um almoço convívio com participantes desta faixa etária, a partir das 12h30 no Pavilhão Desportivo Municipal. O concerto do grupo “Fora d’Horas” na Praça Salgueiro Maia, marcado para as 21h30, é para todas as idades.

Além da mostra de artesanato e dos insufláveis, a manhã do primeiro domingo da Festa da Flor inclui uma aula de Zumba Colours Solidário na Praça Salgueiro Maia, às 10h30. A tarde traz o segundo Encontro de Jogos Tradicionais no Largo José Duarte Coelho, às 16h00, pintura ao ar livre pelos alunos da associação Entroncartes no exterior da Galeria Municipal, às 17h00, e dança tradicional portuguesa com o Rancho Folclórico “Os Camponeses” de Riachos na Praça Salgueiro Maia, às 18h00.

A semana que se segue continua a ser primaveril a dobrar. A Biblioteca Municipal prepara-se para os participantes do atelier “A Maior Flor do Mundo”, que chegam às 10h00 e às 11h00, a Universidade Sénior aguarda os interessados no tema “O Envelhecimento desde o Nascimento até à Morte”, abordado no Fórum Dar Voz à Cidade entre as 09h00 e as 13h30, e os utentes do Centro de Convívio plantam árvores (Passeio em Flor) pelas 14h00.

Terça-feira é dia de pausa nas atividades pontuais, mas continuam a decorrer as atividades programadas entre 19 e 28 de maio, como as exposições coletivas “Flores na Cidade” e“Peixes do Rio – Escultura Criativa” e a Semana Gastronómica. Juntam-se a exposição “A Maior Flor do Mundo” no átrio da Câmara Municipal e os espaços da Praça Salgueiro Maia dedicados à venda ambulante de comércio, serviços e restauração.

Na quarta-feira, pelas 10h30, tem início no CERE o 12º Encontro Distrital de Gingas para pessoas com deficiência, que percorre as ruas da cidade, e à tarde, pelas 15h00, o Centro Cultural transforma-se na passadeira dos modelos que participam no Desfile da Flor a partir das 15h00. O mesmo espaço acolhe uma sessão de dança sénior às 14h00 do dia seguinte, que começa mais cedo, pelas 09h30, com o Roteiro Cidadania em Portugal (Cidadania em Ação),no Largo José Duarte Coelho.

Quem começar a pensar em descanso na sexta-feira tem à sua espera atividades no Centro Cultural e na Praça Salgueiro Maia. O primeiro local recebe o Chá Dançante do organista Rui Feliciano, às 15h00, e o segundo a atuação da Escola de Cavaquinhos e da Tuna da Universidade Sénior, pelas 21h30. Chega então o fim-de-semana com o regresso da mostra de artesanato e dos insufláveis, complementados pelas propostas pensadas para a despedida da iniciativa.

No sábado, a classe de hip hop do Dynamic Gym – Júnior atua na Praça Salgueiro Maia a partir das 11h00, à mesma hora em que tem início a modelagem de balões em forma de flor junto ao Centro Cultural. Aqui, realizam à tarde os workshops de “Decoração de Cupcakes” pela Akademia+ (15h00) e de “Confeção de Vestidos do projeto Dress a Girl (16h00), uma mostra de livros sobre gastronomia, entre as 14h30 e as 18h00, e a atuação da classe de Expressão Corporal e Artística da Universidade Sénior, às 16h30.

Os espaços ao ar livre da cidade ganham vida com a atuação da Bandinha Mirense entre o Largo José Duarte Coelho e a Praça Salgueiro Maia, entre as 18h00 e as 20h00, e o espetáculo “Fado Cruzado – Fado de Coimbra e Fado de Lisboa”, que ocupa a escadaria da Câmara Municipal a partir das 21h30. O mesmo acontece na manhã de domingo, com os inscritos na Feira mensal a instalarem-se para a Feira de Antiguidades que se realiza na Rua Luís Falcão de Sommer das 09h30 às 18h00.

A mostra de artesanato começa à mesma hora, mas muda-se neste dia para junto do Centro Cultural, onde Ana Castro orienta o workshop de cozinha vegetariana e saudável “Somos o que comemos”, pelas 11h00, e as crianças desfilam com a moda infantil dos estabelecimentos comerciais locais a partir das 16h00. Ali perto, no exterior da Galeria Municipal, os alunos do pintor Massimo Esposito voltam a mostrar a técnica artística aprendida na associação Entroncartes através da sessão de pintura ao ar livre marcada para as 17h00.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).