Entroncamento | Exposições na Galeria Municipal e na Praça da Restauração

Na cidade do Entroncamento estão patentes duas exposições com temáticas e localizações distintas. Na Praça da Restauração do Mercado Municipal pode ser visitada a Exposição Documental “O Entroncamento de outros tempos…por meio dos jornais O Entroncamento e Notícias do Entroncamento” e na Galeria Municipal do Entroncamento, até 24 de setembro, decorre a mostra de pintura “Raízes” de Eduarda dos Santos Silva, professora aposentada de Torres Novas que se dedica às artes plásticas.

PUB

Maria Eduarda Martinho dos Santos Silva, nasceu em Ribeira Branca, na cidade de Torres Novas, onde reside atualmente. Durante q desenvolveu a sua atividade profissional como professora.

Ao aposentar-se em 2009 após quatro décadas dedicada ao ensino, começou a ganhar interesse pelas artes, especificamente pela pintura. Durante o seu percurso, em 2014 frequentou o Centro de Estudos e Arte Contemporânea (CEAC), em Vila Nova da Barquinha.

PUB

Participou em várias exposições coletivas organizadas por este centro, tendo ainda feito uma individual. Destaca-se uma exposição coletiva na Galeria Municipal do Entroncamento e uma individual, na Galeria JPV Equuspolis, na Golegã.

“Raízes” é caracterizada por “curvas de ventres e de montanhas, socalcos e abismos profundos de mistério”, refere Eduarda dos Santos Silva. Segundo a artista, “Raízes”: “Vieram da terra em que cresci e casa em que nasci. Têm raízes no tempo dos avós cujo nome jamais saberei.”

PUB

A exposição está aberta ao público de terça feira a domingo, entre as 15h e as 19h, sendo a entrada livre.

Na Praça da Restauração do Mercado Municipal até 13 de outubro pode ser visitada a Exposição Documental “O Entroncamento de outros tempos…por meio dos jornais O Entroncamento e Notícias do Entroncamento”.

Trata-se de uma viagem documental sobre os primórdios do Entroncamento, recortes de notícias de outros tempos, por meio dos únicos jornais da terra: “O Entroncamento” e o “Notícias do Entroncamento”. Através dos recortes ficamos a conhecer o património do concelho, as primeiras ruas, as primeiras escolas, a construção do Posto Hospitalar e a migração das gentes que ajudaram a construir esta terra. Entre outros aspetos.

A exposição é organizada pela Unidade de Cultura e Arquivo Municipal e pode ser visitada de terça feira a domingo das 9h00 às 21h00.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here