Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Outubro 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Estação Ferroviária foi cenário de Exercício da Proteção Civil

A Estação Ferroviária do Entroncamento foi este sábado palco de um Exercício da Proteção Civil cujo objetivo foi testar meios, equipamentos, e avaliar o desempenho das entidades envolvidas, assim como testar a eficácia do Plano Municipal de Emergência.

- Publicidade -

Este exercício envolveu diversas entidades, nomeadamente o Comando Distrital de Proteção Civil, o Serviço Municipal de Proteção Civil, o Município do Entroncamento, os Bombeiros Voluntários do Entroncamento, a CP – Comboios de Portugal, a Medway – Transportes e Logística, a Takargo – Transporte de Mercadorias SA, a IP – Infraestruturas de Portugal, a PSP – Polícia de Segurança Pública, a GNR – Guarda Nacional Republicana e o INEM – Instituto Nacional de Emergência Médica, entre outras.

O exercício decorreu num cenário de sismo nesta região do país e a partir dessa situação realizaram-se 3 simulacros em contextos diferentes: matérias perigosas, sequestro e incêndio.

- Publicidade -

Foto: DR

No comando do teatro de operações esteve o Presidente da Câmara Municipal, Jorge Faria, que esteve reunido no Gabinete de Proteção Civil com a CMPC – Comissão Municipal de Proteção Civil a testar a operacionalidade e eficácia do Plano Municipal de Emergência.

Em balanço deste exercício, o presidente da Câmara Municipal, citado em nota de imprensa sobre um simulacro que contou com a participação ativa das diversas forças envolvidas, disse que “foram simuladas várias situações reais e foram também equacionadas e encontradas várias soluções. Espero que não tenham que ser colocadas em prática, no entanto fica a aprendizagem de todos os envolvidos”, destacou.

Para Mário Silvestre, Coordenador Distrital da Proteção Civil, citado na mesma nota, “estes exercícios servem para testar os agentes de Proteção Civil e a componente de decisão politica face a um cenário complexo. Felicito o Entroncamento pela realização do exercício porque permitiu validar os constrangimentos existentes, garantindo através do processo lições aprendidas e permitiu também o envolvimento de todos os agentes no âmbito das ocorrências”, afirmou.

Foto: DR

A CMPC – Comissão Municipal de Proteção Civil deixou agendado para o próximo dia 26 de novembro um briefing, sessão na qual serão analisados os resultados do Exercício que decorreu este sábado, dia 10 de novembro.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome