PUB

Entroncamento | Escola Dr. Ruy d’Andrade vai ser paga em prestações

O processo que envolve a empreitada de reconstrução da Escola Dr. Ruy d’Andrade, com recurso a financiamento comunitário, teve início em 2011. No ano passado, parte do investimento foi considerado não elegível pela Inspeção Geral de Finanças devido a irregularidades detetadas num dos procedimentos concursais.

PUB

O município recorreu da decisão, mas a recente notificação da AD&C – Agência para o Desenvolvimento e Coesão obriga-o a devolver mais de €700.000,00. Valor que será diluído em prestações até 2022, acrescido de juros, no plano de pagamento aprovado pelo executivo municipal esta segunda-feira, dia 21.

A questão esteve presente em dois pontos da Ordem de Trabalhos, no da alteração ao Orçamento Municipal e Grandes Opções do Plano (GOP’s) e quando se deliberou o plano de pagamentos. O primeiro foi aprovado por maioria, com a abstenção dos vereadores do PSD, e o segundo recebeu unanimidade dos votos.

PUB

O presidente da Câmara Municipal do Entroncamento esclareceu que a proposta foi a uma das três hipóteses apresentadas pela AD&C. Segundo Jorge Faria (PS), uma implicava a devolução imediata do valor total, que apontou como “incomportável” para o município, e outra envolvia a compensação do valor na submissão dos pedidos de pagamento de faturas associadas ao financiamento pelo FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

A autarquia optou pela terceira hipótese, ou seja, pelo pagamento em 37 prestações com uma taxa de juro de 4%. Os valores envolvidos entre 2019 e 2022 variam, situando-se na ordem dos €230.000,00 em 2019, €278.000,00 em 2020/21 e €46.000,00 em 2022. O presidente da autarquia acrescentou que o montante global a pagar, com juros incluídos, ronda os €834.000,00.

PUB
PUB
Sónia Leitão
Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).