Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Setembro 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Concelhia do PS congratula proposta de requalificação da Estação Ferroviária

A concelhia do Partido Socialista do Entroncamento congratula-se, num comunicado à imprensa, pela apresentação por parte dos deputados socialistas Hugo Costa, António Gameiro, Mara Lagriminha, Manuel Afonso e Carlos Pereira à Assembleia da República de um projeto de resolução. No documento, pretende-se que a Assembleia da República recomende ao Governo a modernização da Linha do Norte entre Santarém e Entroncamento, bem como a resolução do problema das Barreiras de Santarém.

- Publicidade -

No Projeto de Resolução n.º1 1001/XIV (que pode ser consultado aqui), apresentado à Assembleia da República e subscrito pelos deputados socialistas eleitos pelo distrito de Santarém, Hugo Costa, António Gameiro, Mara Lagriminha e Manuel Afonso, bem como pelo deputado socialista Carlos Pereira, é recomendando ao Governo “a modernização da Linha do Norte no troço compreendido entre Santarém e Entroncamento, com requalificação de estações e apeadeiros” bem como a “aceleração do processo de implementação das medidas de consolidação e contenção das barreiras de Santarém”.

Referindo que “o investimento na Linha do Norte são consensuais no distrito de Santarém, sendo unânimes os autarcas da Lezíria do Tejo e do Médio Tejo sobre este assunto” e que “a linha do Norte é hoje o principal tronco da rede ferroviária portuguesa e o troço entre Lisboa e o Entroncamento é o troço com mais circulações de passageiros fora das áreas metropolitanas”, os deputados socialistas defendem que a manutenção do troço Santarém-Entroncamento é “ fundamental para garantir a circulação de passageiros e todo o transporte de mercadorias entre o Porto de Sines e a Europa”.

- Publicidade -

Os deputados sublinham ainda que nesta Linha do Norte, “principalmente no sub-troço entre a Ribeira de Santarém e o Entroncamento”, há situações que necessitam de solução. “A passagem da linha férrea em Santarém, entrincheirada entre o cabeço onde a cidade se instala e o rio, tem sido objeto de um alargado debate sobre soluções, mas a passagem da linha e a localização da estação enfrentam o problema das barreiras de Santarém, que necessitam de constante monitorização bem como da rápida implementação das soluções de estabilização do local. Por outro lado, tanto a estação de Santarém como a estação do Entroncamento mantêm muito da sua traça e organização inicial, que muitas vezes conflitua com o elevado tráfego ferroviário”, é referido no Projeto de Resolução.

“A modernização destas duas importantes estações do Ribatejo é fundamental para o conforto e segurança dos passageiros e para a segurança da circulação ferroviária. Igualmente as atuais passagens de nível tem colocado problemas de segurança que importa solucionar, garantindo a segurança e a mobilidade”, pode ler-se ainda, aludindo-se ao Programa Nacional de Investimentos 2030 onde, no eixo da Ferrovia, “prevê-se um investimento de 165 milhões de euros em ‘renovação de estações e interfaces de passageiros’ e ‘desenvolvimento de soluções de apoio e suporte à operação, melhoria da capacidade, segurança e conforto do passageiro, minimizando a ocorrência de acidentes ferroviários e a degradação precoce da infraestrutura’ sem, no entanto, que se concretize onde serão feitos estes investimentos”, dizem os deputados.

Estação ferroviária do Entroncamento. Foto: mediotejo.net

Perante a apresentação deste Projeto de Resolução, a concelhia do PS Entroncamento emitiu um comunicado no qual se congratula pela apresentação de tal documento, relembrando, a título de exemplo, que a modernização da Linha do Norte compreendido entre Santarém e Entroncamento, com requalificação de estações e apeadeiros é “algo os cidadãos do Entroncamento, legitimamente, há muito almejam”.

“Recorde-se que a Estação Ferroviária do Entroncamento pela sua centralidade serve também muitos passageiros de concelhos limítrofes, tendo enorme relevância para a promoção da mobilidade suave e da utilização do transporte público na região” refere a concelhia do PS, sublinhando que “com o investimento sem precedentes na ferrovia que este governo está a executar, urge que o Entroncamento possa ter uma Estação moderna que proporcione conforto e segurança aos seus utilizadores e, para tal, que essa intervenção possa ser claramente integrada no Plano Nacional de Investimentos 2030”.

No comunicado, o PS Entroncamento afirma também que tem “reiteradamente feito sérios esforços para que este investimento seja uma realidade, nomeadamente, pela proatividade na procura de soluções viáveis de reabilitação da Estação Ferroviária do Entroncamento e insistência junto da Infraestruturas de Portugal, I.P. e da tutela para dar ao Entroncamento uma estação que dignifique a nossa história, a nossa identidade ferroviária e, sobretudo, os Entroncamentenses”, referindo que esta tem sido uma “reivindicação unânime, alicerçada nas posições públicas do Município do Entroncamento e da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo”.

Bancada do PS recomenda ao Governo investimentos nas linhas ferroviárias do Norte e do Alentejo

O grupo parlamentar do PS recomendou ao Governo que sejam feitos investimentos na modernização da linha ferroviária do Norte, entre Santarém e o Entroncamento, e na conclusão da modernização da linha do Alentejo.

No projeto de resolução (sem força de lei) relativo à modernização da linha do Norte, os deputados socialistas recomendam que esta inclua a requalificação de estações e apeadeiros no troço entre Santarém e o Entroncamento, assim como a “aceleração do processo de implementação das medidas de consolidação e contenção das barreiras de Santarém”.

Na iniciativa, subscrita pelos deputados socialistas eleitos pelo distrito (Hugo Costa, António Gameiro, Manuel Afonso e Mara Coelho) e pelo vice-presidente da bancada do PS Carlos Pereira sublinha-se que a “linha do Norte é hoje o principal tronco da rede ferroviária portuguesa e o troço entre Lisboa e o Entroncamento é o troço com mais circulações de passageiros fora das áreas metropolitanas”.

“A manutenção deste troço é fundamental para garantir a circulação de passageiros e todo o transporte de mercadorias entre o porto de Sines e a Europa”, defendem estes deputados.

Já na outra resolução, relativa à modernização da linha do Alentejo, os deputados do PS eleitos pelo distrito de Beja (Pedro do Carmo e Telma Guerreiro) recomendam que a conclusão da sua eletrificação seja incluída no Plano Ferroviário Nacional e que seja ainda assegurado “um serviço de passageiros que promova a coesão e reduza o isolamento dos concelhos do Alentejo”.

Estes deputados sugerem ainda ao Governo que “estude a viabilidade e o trajeto da ligação ferroviária ao Aeroporto de Beja”.

No diploma, também subscrito pelos deputados de Évora Luís Capoulas Santos e Norberto Patinho, afirma-se que “o desinvestimento na rede ferroviária do Alentejo foi especialmente nítido durante os governos de Aníbal Cavaco Silva, com o encerramento de significativa parte da rede, e a perda das ligações a vilas e cidades importantes como Serpa, Moura, Reguengos de Monsaraz, Estremoz ou Montemor-o-Novo”.

C/LUSA

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome