Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Maio 12, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Comemorações do Dia Mundial do Coração juntou cerca de 200 participantes

“Reforçar a importância da prática de um estilo de vida ativo para um coração melhor e mais saudável” foi o objetivo de diversas atividades dinamizadas junto às Piscinas Municipais do Entroncamento, no âmbito das comemorações do Dia Mundial do Coração.

- Publicidade -

O evento contou com cerca de 200 participantes que puderam usufruir das atividades desenvolvidas por diversos clubes da cidade nomeadamente, Escola de Karaté, Kempo, JIU JITSU/MMA, Yoga, Body Pump, tiro ao arco (Casa do Benfica). Houve ainda um Workshop “Cuide da sua alimentação pelo seu coração” dinamizado pela UCC Almourol, Rastreios Cardiovasculares, promovidos pela Santa Casa da Misericórdia do Entroncamento e uma Exposição de trabalhos realizados pelos alunos do Ensino Pré-escolar das escolas do concelho.

Participaram nas atividades ao longo da manhã, o presidente da Câmara Municipal, Jorge Faria, a vereadora Tília Nunes, os presidente das Juntas e Assembleias de Freguesia de São João Baptista e de Nossa Senhora de Fátima, para além de vários munícipes. No final das atividades, foi formado um coração humano, com os participantes.

- Publicidade -

As Comemorações do Dia Mundial do Coração no Entroncamento foram uma parceria entre o Município do Entroncamento, Santa Casa da Misericórdia e contaram com o apoio da Junta de Freguesia Nossa Senhora de Fátima, Junta de Freguesia São João Batista, Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento, Fundação Portuguesa de Cardiologia, ACES Médio Tejo – UCC Almourol, Escola de karaté do Entroncamento, Kempo, ANAMMDA e Ginásio Onda Física, Casa do Benfica.

A empresa Bayer patrocinou os rastreios realizados por técnicos da Santa Casa da Misericórdia com a cedência de tendas e material para o efeito.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome