- Publicidade -

Terça-feira, Dezembro 7, 2021
- Publicidade -

Entroncamento | CDS-PP critica mau estado de contentores e aponta incumprimento da RSTJ

O CDS-PP Entroncamento afirma que a RSTJ, empresa de gestão e tratamento de resíduos, não tem cumprido o contrato efetuado com o Município, expondo imagens de contentores danificados que a concelhia daquele partido diz pôr em causa não só a imagem da cidade como a saúde pública.

- Publicidade -

“Com a nossa constatação in loco, verificamos que a grande maioria dos contentores de recolha de resíduos sólidos urbanos estão danificados, com fissuras, com buracos, alguns sem tampas. Isto não é digno, não é saudável, não cumpre o contrato. A saúde pública está em causa, a imagem do município está em causa”, refere o presidente da concelhia do CDS-PP Entroncamento, Pedro Gonçalves, num ofício enviado ao presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Jorge Faria (PS), e encaminhado ao mediotejo.net.

Referindo também o envio de fotografias por parte de munícipes a divulgar o “estado lastimável” em que se encontram os contentores, o presidente da concelhia do CDS-PP apela para que a Câmara faça cumprir o contrato celebrado com a RSTJ para a recolha e gestão de resíduos sólidos urbanos.

- Publicidade -

Na mensagem dirigida ao presidente da autarquia entroncamentense, aquele partido refere ainda algumas cláusulas do contrato em causa, nas quais são referidas, nomeadamente, que “ a prestação destes serviços de interesse geral pela RSTJ inclui a operação, a manutenção e conservação das infraestruturas, instalações e equipamentos afetos à prestação destes serviços e inclui ainda a sua disponibilização ao serviço, renovação e substituição de contentores”.

No contrato, é ainda estabelecido que pelo “incumprimento de obrigações emergentes do presente contrato, o Município pode exigir da RSTJ o pagamento de uma multa, de montante a fixar entre 100 euros e 500 euros por cada dia de incumprimento.”

Foto: CDS-PP

Apelando ao presidente da autarquia para que “faça cumprir o contrato”, uma vez que “os contratos públicos são para ser cumpridos e fiscalizados”, o presidente do CDS-PP Entroncamento refere ainda como situação a intervir a da localização dos contentores, solicitando que os mesmos sejam “ deixados em locais que permitam a livre circulação de pessoas e de veículos e sempre a salvaguardar a circulação de pessoas com mobilidade reduzida”.

“Nem todos os contentores estão a permitir essa livre circulação e recebemos algumas denúncias das mudanças de localização dos contentores”, deu conta o CDS-PP.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome