Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Campanha de vacinação gratuita contra a gripe já arrancou no concelho

Com a chegada do tempo frio chega também a gripe e, nesse sentido, arrancou já a campanha anual de vacinação do Serviço Nacional de Saúde. Sob o lema «Vacine-se por si, Vacine-se por todos» a primeira fase decorreu durante o mês de setembro e foi dirigida a estabelecimentos de resposta social, aos profissionais de saúde do SNS e aos doentes e profissionais da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados – RNCCI. Já esta semana, arrancou a segunda fase de vacinação gratuita, desta vez dirigida à população com idade igual ou superior a 65 anos, bem como para os grupos de risco.

- Publicidade -

- Publicidade -

Jorge Faria, presidente da Câmara Municipal de Entroncamento, foi o primeiro a ser vacinado na USF Locomotiva, no arranque da segunda campanha de vacinação contra a gripe. Foto: CME

No concelho de Entroncamento, o arranque da campanha de vacinação contra a gripe sazonal foi assinalado com o exemplo do presidente do Município, Jorge Faria, que se deslocou à USF Locomotiva para que lhe fosse administrada a vacina. Uma ação com o objetivo de se proteger mas também “para dar o exemplo e pedir aos munícipes, em particular aos mais vulneráveis, que façam o mesmo”.

- Publicidade -

Na USF foi criado, com o apoio logístico do Município, um percurso específico para esta campanha de vacinação, tendo em conta as orientações de saúde para fazer face à propagação da covid-19. Em comunicado, o Município do Entroncamento explica que este ano com a vacinação a decorrer em contexto de pandemia foi necessário “implementar medidas adicionais que permitissem pelo menos manter ou mesmo aumentar a capacidade de vacinação”.

 

Em reunião do executivo municipal, Jorge Faria destacou que a colaboração do Município com a USF e o Centro de Saúde pretende criar condições para “mais facilmente se poder concretizar este projeto de vacinar o maior número possível de pessoas que tenham determinadas características ou todas aquelas que o pretendam”.

 

O presidente da Câmara Municipal referiu que a USF “tem capacidade para aplicar o número de vacinas que lhe for determinado”. Nesta primeira semana de campanha foram já recebidas na USF cerca de 670 vacinas, avançou o autarca, que salientou que “mesmo que surjam lá muitas pessoas para serem vacinadas, mesmo fora deste programa, há capacidade para as aplicar”.

“Não tenho qualquer margem de dúvida em dizer que o Centro de Saúde e a USF têm condições para vacinar o número de condições que o pretendam, assim haja vacinas”, concluiu.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome