Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Câmara mostra obras de 4 milhões na cidade (c/fotos e vídeo)

Este ano, a cidade do Entroncamento está transformada num estaleiro tal a quantidade de empreitadas em execução. Para mostrar as várias obras em curso, que totalizam um valor a rondar os 4 milhões de euros, a Câmara promoveu, no dia 29, uma visita guiada para a qual convidou autarcas e comunicação social.

- Publicidade -

Coube ao Presidente da Câmara, Jorge Faria, ser o “cicerone” nesta visita que começou pelos espaços verdes no Largo da Fraternidade, Rua José Afonso e Rua Cidade de Penafiel, no Casal Saldanha, que estão a ser alvo de obras de requalificação. Os espaços estavam muito degradados e a Câmara decidiu investir cerca de 512 mil euros numa empreitada que está a ser executada pela empresa Ecoedifica, com previsão de conclusão para março deste ano.

São cerca de 2 hectares de espaços verdes que estão a ser renovados com a preocupação de ir ao encontro dos diferentes escalões etários e tipos de ocupação dos tempos livres.

- Publicidade -

Um dos jardins em fase de requalificação (Foto: mediotejo.net)

No Largo da Fraternidade estão a ser instalados equipamentos de ginástica para os mais idosos. O espaço verde da Rua José Afonso está mais vocacionado para a prática desportiva estando equipado com um recinto. O da Rua Cidade de Penafiel tem como principal público-alvo as crianças e jovens, estando prevista a instalação de um parque infantil e um bar/quiosque de apoio. Nesta obra em três frentes falta praticamente a instalação dos equipamentos e a pavimentação.

Para Jorge Faria, a remodelação dos espaços verdes do bairro Casal Saldanha vem trazer mais qualidade de vida e oportunidades de fruição para a população.

A comitiva seguiu depois para a urbanização do Olival, onde residem cerca de 1.400 moradores, e onde decorre a reabilitação da rede de abastecimento de água. É uma empreitada na ordem dos 100 mil euros que implica a alteração das fontes de abastecimento e, no futuro, a substituição de toda a rede e de todos os contadores.

Uma obra de grande envergadura a realizar até 2019 pelas Águas de Lisboa e Vale do Tejo é a instalação de uma nova conduta de água que atravessará e abastecerá toda a cidade. No âmbito desta obra está prevista a construção de um novo depósito aéreo, que vai garantir o abastecimento de água a 40 mil habitantes, cerca do dobro dos que existem atualmente no concelho.

Atravessar o concelho do Entroncamento de bicicleta em ciclovias foi o desafio a que a Câmara se propôs. Na Freguesia de Nª Srª de Fátima já está feito um troço e nesta altura decorre a obra da ciclovia na Freguesia de S. João Baptista. Os trabalhos foram iniciados em maio de 2017 e têm como prazo de conclusão abril de 2018. Nesta obra a Câmara está a investir perto de 700 mil euros, financiados a 85 por cento por fundos comunitários, valor que inclui a recuperação da cobertura da ribeira. Numa extensão de 1.350 metros, a ciclovia segue ao longo da agora subterrânea Ribeira de Santa Catarina, ligando praticamente todas as escolas do concelho.

Para o Presidente Jorge Faria o desafio seguinte é mudar mentalidades e recuperar o sonho de uma cidade cheia de bicicletas, como existia no século XX, numa lógica de maior sustentabilidade ambiental.

A cobertura do mercado está a ser substituída (Foto: mediotejo.net)

Um mercado “mais moderno e com novas funcionalidades”

A paragem seguinte foi na obra de reabilitação do mercado, visita com algumas restrições uma vez que decorrem os trabalhos de remoção da cobertura em fibrocimento e montagem da nova cobertura.

Trata-se de uma empreitada que ronda o milhão e 100 mil euros, com previsão de conclusão para setembro ou outubro deste ano. Para Jorge Faria, o objetivo é “dotar os espaços de venda com melhores condições para os comerciantes e melhores condições higieno-sanitárias, dando uma nova dimensão de fruição do mercado, mais moderno, com novas funcionalidades, que funcione como ponto de encontro e de lazer da cidade, concorrendo de igual para igual com as superfícies comerciais”.

Com dezenas de lojas à volta, o mercado está dotado de um parque de estacionamento subterrâneo com capacidade para cerca de 300 viaturas. Está prevista a instalação de uma pérgula na entrada norte do mercado e a utilização de carrinhos de compras como nos supermercados.

Enquanto decorrem as obras, os vendedores do mercado estão instalados numa tenda gigante que deve ser desmontada no dia 5 de fevereiro. Refira-se que o processo decorre em total sintonia com os comerciantes sendo de registar que estes não registaram qualquer quebra de vendas por causa das obras, conforme foi salientado pelos autarcas da Câmara.

A reabilitação do Cine-Teatro vai custar mais de milhão e meio de euros (Foto: mediotejo.net)

Um ano para renovar o Cine-Teatro S. João

Último local de paragem da comitiva foi a obra de remodelação do Cine-Teatro de S. João, com um orçamento final que deve atingir 1 milhão e 600 mil euros. A velha sala de espetáculos dos anos 60 vai dar lugar a um espaço cultural com cerca de 400 lugares, vocacionado para cinema, espetáculos de teatro e música e outros eventos. Final de 2018, início de 2019 é o prazo previsto de conclusão da empreitada.

Tal como nas outras empreitadas, a comparticipação comunitária é de 85 por cento, mas esse apoio não abrange equipamentos como a máquina de projetar por exemplo. Por isso a Câmara prevê gastar cerca de 443 mil euros nesta componente técnica não comparticipada. O mesmo acontece com os equipamentos de refrigeração no mercado que também não são abrangidos pelas candidaturas.

Aliás, no total dos 4 milhões de euros em todas estas obras, a Autarquia prevê um esforço de financiamento próprio de cerca de 800 mil euros.

As obras do Cine-Teatro deverão estar concluídas dentro de um ano (Foto: mediotejo.net)

A recuperação do Cine-Teatro representa “um anseio das populações da cidade”, sublinha o Presidente da Câmara.

Jorge Faria considera que os investimentos em marcha “são muito importantes para a melhoria da qualidade de vida e garantem mais sustentabilidade”.

O objetivo final é dinamizar a economia local, trazer mais gente ao centro da cidade e garantir que o Entroncamento continue a registar uma taxa de crescimento positiva de população, sendo o único concelho do Médio Tejo onde tal acontece.

Visita a obras da responsabilidade da Câmara Municipal do Entroncamento. Balanço final pelo Presidente da Câmara, Jorge Faria.

Publicado por mediotejo.net em Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2018

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome