Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Dezembro 2, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Câmara avança com campanha de apoio ao comércio tradicional (C/ÁUDIO)

A Câmara Municipal do Entroncamento vai investir 30 mil euros na disponibilização de 6000 vales para apoiar o comércio local, campanha que arranca esta terça-feira sob o mote “Gosto de Comprar no Comércio Local”. Na prática, cada munícipe adquire um vale de 5,00€ mas cujo valor real é de 10,00€, podendo gastá-lo em compras no comércio tradicional da cidade.

- Publicidade -

As normas de participação desta campanha de apoio ao comércio tradicional do Entroncamento foram aprovadas por unanimidade pelo executivo e, na generalidade, são idênticas às da campanha promovida na época de Natal.

Considerando que esta é “a altura” de avançar com este apoio, sobretudo ao processo gradual de desconfinamento que se vive, o presidente da Câmara Municipal, Jorge Faria (PS), explana que esta campanha tem como objetivos “apoiar o comércio tradicional de forma a que possa ter maior volume de negócio, apoiar também dessa forma os munícipes da nossa cidade e também procurar fidelizar quem compra no Entroncamento, mais fidelização ao comércio local”.

- Publicidade -

Com o dobro dos vales disponibilizados comparativamente com a fase inicial da campanha de Natal, o Município vai promover 6000 vales de compras que podem ser adquiridos por 5,00€ mas que valem 10,00€ (a Câmara Municipal paga o diferencial).

“Esta campanha tem como objetivo promover 60 mil euros de negócio aos comerciantes através de um investimento municipal de 30 mil euros, e, dessa forma, proporcionar 30 mil euros de apoio aos munícipes da nossa cidade”, admite Jorge Faria.

Áudio | Jorge Faria explica pormenores da campanha de apoio ao comércio tradicional

Numa campanha com algumas melhorias, o autarca sublinha que continua a haver a limitação na aquisição de vales por munícipe, com cada cada pessoa a poder adquirir no máximo três vales de compras, cuja identificação será realizada pelo número de identificação fiscal. Por outro lado, os comerciantes podem limitar a 50% do valor das compras o pagamento em vales, situação que deve ser explicitada na montra da respetiva loja. Isto é, numa compra de 100,00€, os comerciantes podem aceitar apenas 50,00€ em vales.

A adesão à campanha de vales é livre, tanto para comerciantes como para munícipes, numa iniciativa que o presidente da autarquia entroncamentense considera ser “importante para o nosso comércio”, admitindo que “se houver uma grande procura, vamos ponderar o reforço do número de vales”.

No caso dos munícipes, podem adquirir os vales adquiridos na Galeria Municipal/Centro Cultural do Entroncamento, sita na Rua 5 de Outubro, Entroncamento, a partir do dia 4 de maio, de terça a sábado, entre as 8h30 e as 13h00. Posteriormente, os vales poderão ser utilizados até ao dia 31 de julho de 2021, apenas em compras de valor igual ou superior ao dos vales apresentados nos estabelecimentos aderentes, não havendo lugar a troco ou reembolso, nem podendo os mesmos ser convertidos em dinheiro.

Quanto aos comerciantes, podem aderir à campanha a qualquer momento até ao términus da mesma, através de ficha de inscrição própria, disponível na autarquia e também AQUI, sendo posteriormente identificados através de um selo “Gosto de Comprar no Comércio Local – Estabelecimento Aderente”, fornecido pelo Município do Entroncamento.

O tipo de negócios incluídos nesta campanha são os mesmos que foram considerados na campanha de Natal, isto é, as pequenas superfícies, ficando de fora deste apoio as grandes superfícies comerciais. Já quanto ao reembolso aos comerciantes, os mesmos devem submeter o pedido de reembolso dos vales entre o dia 1 e o dia 10 ao mês seguinte a que diz respeito. Isto é, sobre os vales disponibilizados no mês de maio, os comerciantes serão reembolsados desde que o solicitem nos primeiros dez dias do mês de junho quanto aos vales que tenham recebido até então (e assim sucessivamente).

(Notícia atualizada a 28/04/2021)

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome