Entroncamento | Burger King vai abrir restaurante na cidade

Burger King vai abrir restaurante na cidade do Entroncamento. Foto ilustrativa: DR

A empresa Iber King – Restauração S.A., que integra o grupo Ibersol, detentora das marcas Burger King, KFC, Pans&Company e Pizza Hut em Portugal, vai abrir um restaurante Burger King no Entroncamento. A localização já está definida e a Câmara aprovou, na reunião de 21 de setembro, o pedido de informação prévia que dá início ao processo. Vai localizar-se na Rua Francisco Sá Carneiro, na chamada urbanização do Lagar, junto à rua Calouste Gulbenkian.

PUB

Os eleitos da oposição levantaram algumas questões relacionadas com a inserção do projeto numa zona residencial, e os problemas que pode levantar o acesso ao restaurante tendo em conta a existência da ciclovia e do passeio.

O Presidente da Câmara, Jorge Faria (PS) começou por destacar o investimento, o parecer técnico favorável e o facto de os lugares de estacionamento excederem os que eram necessários de acordo com o regulamento, sendo certo que o projeto vai obrigar a uma alteração ao loteamento.

PUB

O vereador José Miguel Baptista (PSD) alertou para os problemas de ruído e circulação de trânsito na zona, defendendo que “a autarquia deve exigir ao promotor planos que minimizem os efeitos nefastos que possam vir a ser causados”. Alertou ainda para o facto de “o acesso ao restaurante poder causar congestionamentos de trânsito e colidir com a circulação na ciclovia e no passeio”.

Do lado do Bloco de Esquerda, a vereadora Sara Florindo considerou “desadequado o local” do investimento porque “faz crescer os níveis de ruído e de trânsito para além do desejável e suportável naquela zona predominantemente residencial”. Referiu o “grande impacto na zona residencial próxima e para os utilizadores pedonais” e defendeu que seria mais adequada “a implantação num espaço desafogado, ambientalmente menos impactante”.

PUB
É para esta zona que está previsto o restaurante Burger King. Foto: DR

Procurando tranquilizar os eleitos da oposição, o Presidente da Câmara explicou que a solução de entrada e saída pela rua Calouste Gulbenkian foi analisada com os promotores, mas a solução apresentada “permite maximizar o número de lugares de estacionamento e a circulação dentro do espaço”. Garantiu que as questões levantadas serão tidas em atenção na altura da construção para que o impacto seja o menor possível.

Jorge Faria (PS) considerou o projeto “interessante em termos urbanísticos, enquadra-se bem no espaço e, do ponto de vista económico, é uma opção interessante”.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here