Entroncamento | Autarca refere falta de dois investimentos “prioritários” para a região no PNI 2030

O presidente do Município do Entroncamento, Jorge Faria (PS), falou na última reunião do executivo municipal acerca do Plano Nacional de Investimentos 2030, anunciado pelo Governo, referindo que existia a expectativa de inclusão de dois investimentos que considera “prioritários para a região”.

PUB

O assunto foi trazido no período antes da Ordem do Dia, tendo o autarca do Entroncamento referido que no Plano Nacional de Investimentos 2030 “não estão considerados dois investimentos que, na nossa ótica, são importantes”. Jorge Faria referia-se à conclusão do IC3 entre Vila Nova da Barquinha e Almeirim, bem como à variante da Linha do Norte à cidade de Santarém.

Em reunião do executivo municipal, o autarca admitiu que estes eram dois investimentos “que tínhamos a expectativa que estivessem incluídos no PNI 2030 e não o foram”.
Relativamente à recuperação da Linha do Norte, no troço de Santarém, Jorge Faria destacou que esta variante “não é apenas importante para Santarém, penso que será também importante para melhorar a segurança e a circulação”.

PUB

“Não parece que em tempo entre Entroncamento e Lisboa se ganhe muito, mas seguramente em termos de segurança a circulação vai ganhar”, disse.

Recorde-se que, a este respeito, também o presidente da Câmara Municipal de Santarém, Ricardo Gonçalves, considerou já ser “criminosa” a ausência da variante à Linha do Norte no PNI 2030 e preocupante que “alegadamente, vão fazer a melhoria [da Linha do Norte] até à Azambuja”, mas não “para cima”, esquecendo os milhares de pessoas que diariamente usam esta linha até ao Entroncamento e Tomar e ignorando a ocorrência de “acidentes mortais todos os anos” e o facto de a consolidação das barreiras de Santarém ainda não estar concluída.

Do lado do Entroncamento, o presidente da Câmara Municipal defendeu que a autarquia vai “quer nos fóruns próprios ao nível da Comunidade Intermunicipal quer noutros fóruns” debater a falta destes dois investimentos no PNI 2030 [conclusão do IC3 e variante à Linha do Norte], uma vez que “era importante que estes dois investimentos fossem considerados como prioritários para a região”.

No mesmo sentido, o vereador social-democrata José Baptista disse, em reunião do executivo municipal, que o PSD se manifestou contra a não inclusão desta variante da Linha do Norte no PNI 2030, que é “crucial quer para a recuperação da Linha do Norte, para a sua modernização, quer para a zona de Santarém que necessita, de forma efetiva, da alteração ao traçado e, por outro lado, a questão tem a ver com o traçado que está previsto para o comboio de alta velocidade que tem um traçado pela zona do Oeste”.

“Há uma desvalorização significativa desta zona e do traçado da Linha do Norte”, considerou ainda o vereador.

A este respeito, Jorge Faria (PS) admitiu a possibilidade de uma tomada de posição por parte da autarquia pelo traçado da criação de uma linha TGV Lisboa-Porto não passar pela região.

C/Lusa

PUB
PUB
Ana Rita Cristóvão
Quando era pequena, passava os dias no campo a fazer de conta que apresentava o telejornal. Rumou à capital para se formar em Jornalismo e foi aí que se apaixonou pela rádio. Gosta de abraços e passa horas a ouvir as histórias dos mais antigos. É fã de chocolate, caminhadas sem destino e praias fluviais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).