Terça-feira, Março 2, 2021
- Publicidade -

Entroncamento | Autarca diz que é necessário manter “a guarda elevada” apesar dos números mais baixos (c/ÁUDIO)

Com registo total de quatro novos casos de Covid-19 no decorrer desta semana (à data desta quarta-feira, 10 de fevereiro) e com uma tendência de decréscimo desde o início deste mês de fevereiro, o concelho do Entroncamento está a registar um número “substancialmente mais baixo” de infeções pelo vírus SARS-CoV-2. Não obstante, o presidente do Município, recentemente recuperado da Covid-19, alerta que esta evolução favorável não invalida a necessidade de manter “a guarda elevada”

- Publicidade -

“A média de casos positivos durante o mês de fevereiro, felizmente, é bastante mais baixa do que a média de casos positivos durante o mês de janeiro”, disse o presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, Jorge Faria, em declarações ao mediotejo.net na terça-feira, 9 de fevereiro. O autarca reflete que “o que está a acontecer a nível nacional também está desde o início do mês a acontecer no Entroncamento, com o número médio bastante mais baixo do que o que aconteceu em janeiro”.

“Nós em janeiro tivemos cerca de dezassete casos em média por dia, novos casos. Em fevereiro, ainda são poucos os dias, mas o número é substancialmente mais baixo”, admite o autarca ao nosso jornal.

- Publicidade -

Uma tendência que já tinha sido admitida pelo edil no início do mês, em reunião do executivo camarário a 1 de fevereiro. Na altura, Jorge Faria revelou que se estava a assistir na cidade a “alguma contenção do crescimento dos casos positivos”.

Não obstante esta evolução, o autarca admite que tal “não invalida que não mantenhamos todos a guarda elevada”, apelando a que se cumpram os cuidados de prevenção para fazer face à propagação da pandemia. “Todos nós devemos procurar manter o distanciamento social, o uso da máscara, (…) ter todos os cuidados de prevenção, (…) ficar em casa o mais possível (…) porque a situação está a evoluir favoravelmente mas ainda está longe de ser uma situação totalmente segura”, manifestou, em declarações ao mediotejo.net.

O presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, que recuperou recentemente da Covid-19, lembrou ainda que esta é uma doença que “não acontece só aos outros” e que “atinge tudo e todos e atinge de forma muito diferenciada”.

Questionado sobre o ponto de situação quanto à vacinação nos lares do concelho, cuja segunda fase decorreu este fim de semana, o autarca deu conta de que já foi concluída na segunda-feira [8 de fevereiro] a segunda dose da vacinação no Lar dos Ferroviários bem como nos dois lares da Santa Casa da Misericórdia (Lar da Santa Casa e Lar Fernando Eiró Gomes). Esta quarta-feira é a vez de imunizar “uma grande parte das pessoas do CERE”, ficando a faltar “o pessoal afeto ao Hospital da Misericórdia” para que fique concluída no concelho esta fase de vacinação primeiramente relativa aos grupos prioritários. Recorde-se que no âmbito do plano nacional de vacinação contra a Covid-19 os profissionais de saúde, residentes em lares e instituições similares, bem como profissionais e internados em unidades de cuidados intensivos estão incluídos nos grupos prioritários da primeira fase de vacinação.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou à capital com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).