PUB

Entroncamento | Associação Concórdia Música, uma lufada de ar fresco cultural (c/ vídeo)

Quem passa na Rua Infante de Sagres nas noites de sexta-feira e sábado fica com os sentidos apurados, sobretudo o da audição. A tendência será olhar para o Parque José Pereira Caldas, Jardim da Aranha, mas a música vem do outro lado da rua, da Academia do Saber. É ali que ensaia o coro da Concórdia Música, a mais recente aposta cultural do concelho que fomos conhecer num dos ensaios que antecedem o concerto de apresentação marcado para este sábado, dia 16, no Centro Cultural do Entroncamento.

PUB

A Associação Concórdia Música nasceu com vontade de se afirmar na região como uma “lufada de “ar fresco de música erudita”, segundo o seu diretor artístico. Pedro Correia foi o principal impulsionador deste novo projeto artístico e o seu entusiasmo convenceu Fernando Soares a assumir o cargo de presidente da direção do projeto com que o primeiro quer mudar a região e o segundo pretende levar as pessoas a sair de casa.

Uma das músicas do repertório do concerto de estreia. Fernando Soares e Pedro Correia. Fotos: mediotejo.net

PUB

O grupo inicial do coro era composto por pouco mais de uma dezena de elementos. Quatro meses depois quase quadruplicou e a tendência é para continuar a subir uma vez que Pedro Correia considera que os próximos passos passam pela criação de outras valências, nomeadamente o ensino da música ao público infantojuvenil e a vertente social pois “o projeto é muito mais do que música”.

Os elementos de todas as idades e residentes nos concelhos de Entroncamento, Chamusca, Tomar, Torres Novas e Vila Nova da Barquinha, entre outros, vão estrear-se este sábado com um repertório que junta música erudita e popular. Uma “imagem de marca” alternativa que a Concórdia Música quer reafirmar com um espetáculo natalício e ao longo de 2018 com “concertos regulares em várias épocas do ano”, diz Pedro Correia.

Patrícia e Elisabete são dois dos quase 40 elementos que compõem o coro. Fotos: mediotejo.net

Para tal, salienta, é fundamental a “aderência das pessoas” neste projeto musical que considera estimulante por envolver “ideias que “nunca foram implementadas nesta zona do país”. As expetativas são elevadas, assim como a exigência aos elementos do coro que, na maioria dos casos, já trabalharam com o maestro noutros projetos musicais.

Fernando Soares destaca a “competência” do diretor artístico e o “entusiasmo e empenho” dos coralistas. Entre as dificuldades típicas de qualquer entidade em início de vida, destaca a busca por uma sede para a associação – o pedido à Câmara Municipal do Entroncamento aguarda resposta – e a obtenção de fundos que permitam adquirir equipamento e colmatar as necessidades logísticas.

O grupo ensaia às sextas-feiras e sábados na Academia do Saber. Fotos: mediotejo.net

Degrau a degrau, esta nova associação vai subindo de patamar com a cadência da música que ecoa na Rua Infante de Sagres desde maio no edifício da antiga Escola Básica nº 4 do Entroncamento. Os próximos são os que dão acesso ao palco do Centro Cultural da cidade no primeiro de muitos momentos em que as vozes da Associação Concórdia Música se vão fazer ouvir nos próximos tempos.

PUB
PUB
Sónia Leitão
Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).