Entroncamento | Assembleia Municipal exige modernização da estação ferroviária

Assembleia Municipal do Entroncamento exige modernização da estação ferroviária. Foto: Arlindo Homem

A Assembleia Municipal do Entroncamento aprovou por unanimidade uma moção do BE em que “se pronuncia junto dos Grupos Parlamentares da Assembleia da República e do Governo pela necessidade de incluir a modernização da estação ferroviária do Entroncamento nos planos nacionais de investimento para o setor ferroviário com as respetivas dotações financeiras”.

PUB

Segundo o texto aprovado, essa modernização “deverá ponderar a construção de uma nova passagem para acesso às plataformas de embarque e desembarque de passageiros em condições de conforto e segurança, em substituição da insegura, desconfortável e anacrónica passagem superior, hoje existente”.

A moção foi apresentada pela bancada do Bloco de Esquerda, através do Deputado Municipal Carlos Matias. O texto inicial foi alterado depois de um intervalo de 5 minutos na reunião em que os representantes dos partidos chegaram a um consenso na redação final.

PUB

O Bloco de Esquerda defende o transporte ferroviário como “a opção mais económica e mais compatível com a necessidade de reduzir a emissão de gases de efeito de estufa, para mitigar os efeitos das alterações climáticas”.

Na moção aprovada na reunião do dia 28 de setembro, lembra-se que até 2030 estão previstos fundos comunitários na ordem de 58 mil milhões de euros para investimentos do setor ferroviário, a uma média de 6 mil milhões de euros por ano.

PUB

“O investimento na ferrovia, seja nas linhas seja nas composições, tem, porém, de ser acompanhado pela modernização das estações ferroviárias a começar pelas mais movimentadas. Só desta forma e com preços baixos a modernização do transporte poderá produzir em maior atratividade e mais utilização”, refere o texto aprovado.

O Bloco de Esquerda defende o transporte ferroviário como “a opção mais económica e mais compatível com a necessidade de reduzir a emissão de gases de efeito de estufa, para mitigar os efeitos das alterações climáticas”. Foto: Arlindo Homem

Sendo a estação ferroviária do Entroncamento, “a mais movimentado do país fora dos grandes centros urbanos de Lisboa, Porto e Coimbra”, “deve constituir-se como um moderno interface de transportes seja para transbordo de passageiros entre comboios, seja para servir todo o Médio Tejo, através de outros modos de transporte”, defende-se na moção.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

1 COMENTÁRIO

  1. Isso está muito atrasado! Os viadutos na estação Entroncamento são difíceis para idosos e outras pessoas com dificuldades, e podem ser perigosos com mau tempo ou quando as pessoas correm para pegar um trem. Os elevadores são muito pequenos.

    Só não mude o café com seus lindos azulejos personalizados – uma joia de meados do século!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here