Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quinta-feira, Outubro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Entroncamento | Agrupamento de escolas entregou prémios a alunos que se distinguiram (c/fotos)

O Centro Cultural do Entroncamento esgotou a sua capacidade na cerimónia de entrega dos prémios aos melhores alunos do ano letivo 2016/2017, realizada na quinta feira, dia 30. É sempre um momento marcante na vida de pais e filhos o reconhecimento do esforço dos alunos que se distinguiram ao longo do ano letivo.

- Publicidade -

Por isso foi em ambiente de alegria que o Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento entregou os prémios Valor e Excelência a cerca de 130 alunos do 4° ao 12° anos das várias escolas.

Abriu a sessão Maria Filomena Pereira, diretora do Agrupamento, para dar as boas vindas, agradecer as presenças e regozijar-se pelos resultados alcançados pelos alunos.

- Publicidade -

Atuou de seguida o Clube de Guitarra, que abrange todos os anos de escolaridade e inclui algumas crianças e jovens com necessidades educativas especiais. Dinamizado pelo professor José Paulo, o grupo é considerado um exemplo de inclusão uma vez que os alunos aprendem a conviver com as diferenças enquanto aprendem a tocar guitarra. Os pequenos músicos foram aplaudidos de pé no final de cada um dos três temas que interpretaram.

Os apresentadores, Leandro Condesso e Leonor Carreto, ambos alunos do agrupamento, começaram a chamar os alunos do 4° ao 12° anos galardoados com o Prémio Excelência pelas classificações obtidas.

No ecrã iam passando depoimentos dos alunos galardoados onde estes diziam o que gostavam de ser no futuro, como estudam e a importância do estudo, do prémio e dos professores, além de deixarem uma mensagem final de agradecimento.

Os funcionários que se aposentaram durante o último ano foram chamados ao palco e homenageados: a professora Maria do Rosário Pereira (ao fim de 42 anos de trabalho) e a assistente operacional Maria Isidro que se reformou por limite de idade (70 anos).

Bastante aplaudido foi o par de dançarinos Beatriz Salgueiro e Paulo Cortesão que protagonizaram um momento de dança de salão. Ele frequenta o CERE – Centro de Ensino e Recuperação do Entroncamento e ela, portadora do síndrome de Down, frequenta o 8° ano na Escola Dr. Ruy d’Andrade.

A sessão foi aproveitada pela Junta de Freguesia de Nª Srª da Fátima para entrega das bolsas de estudo a alunos mais carenciados e selecionados pelo agrupamento. O Presidente da Junta Ezequiel Estrada subiu ao palco acompanhado por outros elementos do Executivo e entregou material escolar e equipamento informático a quatro alunas.

Também a Associação de Estudantes, através do seu presidente, Rui Baptista, ofereceu um valor pecuniário aos três melhores alunos do ensino secundário, verba angariada no anterior ano letivo através de atividades desenvolvidas.

Seguiu-se a entrega dos prémios Valor a alunos que se distinguiram pelo seu empenho noutras áreas como desporto, artes, ciências, solidariedade, cidadania e empreendedorismo.

A sessão terminou com a entrega do diploma ao melhor aluno dos cursos cientifico-humanísticos, neste caso uma aluna, Inês Margarido, que concluiu o ano com média de 19 valores. Também receberam diploma as duas melhores alunas dos cursos profissionais, Cátia Simões e Joana Rodrigues, ambas com média final de 18 valores.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome