Entroncamento | Agrupamento de Escolas distinguiu os melhores de 2017/18 (c/ fotogaleria)

Prémios de Mérito do Agrupamento de Escolas do Entroncamento. Foto: mediotejo.net

A noite de sexta-feira, dia 16, foi de brilho no Centro Cultural do Entroncamento. Não só o dos holofotes que iluminaram o palco durante a cerimónia de atribuição dos Prémios de Mérito, mas também o que encheu os olhos dos pais e professores dos alunos que mais se destacaram durante o ano letivo de 2017/18.

PUB

O espaço não foi suficiente para acolher a multidão que aguardava, ansiosamente, a abertura das portas, agendada para as 19h30. Pouco depois da hora marcada, os lugares começaram a ser ocupados por colegas, familiares, professores e amigos que quiseram assistir ao momento em que os estudantes do Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento foram reconhecidos pelas médias atingidas.

Perante uma plateia cheia, com pessoas em pé nas laterais e nas escadas, os apresentadores Mariana Afonso e Francisco Bastos, ambos alunos do 11º ano, fizeram as honras da casa e chamaram ao palco a diretora Maria Filomena Pereira, que se referiu ao agrupamento como “uma família” e “de inclusão”, apostado em “formar cidadãos ativos e empreendedores que ajudem a contribuir para o desenvolvimento do concelho”.

PUB
A comunidade escolar apareceu em peso no Centro Cultural do Entroncamento. Foto: mediotejo.net

O palco do centro cultural recebeu, de seguida, o grupo musical que resulta do trabalho conjunto do Clube de Guitarra e do projeto “Inclúsica”, em que participam alunos com necessidades educativas especiais (NEE). O grupo de alunos provenientes de todos os graus de ensino interpretou três temas com orientação do docente José Paulo.

Seguiu-se o momento mais aguardado da noite para os alunos que conhecem bem a nota 5 ou a sensação de conquistar resultados escolares  iguais ou acima dos 18 valores. Foram dezenas os que passaram pelo palco, recebendo os diplomas das mãos de docentes e diretores de turma que lhes marcaram a carreira estudantil.

PUB

Após a entrega dos primeiros Prémios de Excelência, o público, entre o qual se encontravam Jorge Faria, presidente da Câmara Municipal do Entroncamento, e Francisco Neves, diretor da DGEstE Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, assistiu à entrega das bolsas de estudo da Junta de Freguesia de Nossa Senhora de Fátima, pelo seu presidente, Ezequiel Estrada. Três estudantes do 4º, 6º e 9º ano receberam €250,00.

Primeira atuação musical da noite. Foto: mediotejo.net

Igual valor foi, igualmente, atribuído em duas bolsas à globalidade dos alunos dos pré-escolar e do primeiro ciclo. Por sua vez, a aluna do 12º agraciada com a sexta bolsa teve direito a um apoio financeiro correspondente a um ano de propinas no ensino superior. O financiamento destas bolsas resulta de um fundo social que junta elementos do executivo da junta de freguesia e particulares.

Os prémios entregues aos alunos do Ensino Secundário surgiram após um novo momento musical, desta vez com as vozes das alunas Francisca Mota, da Escola Básica da Zona Verde, e Maria Rita Santos, da Escola Dr. Ruy D’Andrade. Finda a atuação, teve início a entrega dos Prémios de Valor, que distinguem os alunos que se destacaram no domínio desportivo e artístico ou integraram projetos de investigação científica, empreendedorismo e solidariedade.

O mediotejo.net conversou com Maria Filomena Pereira nos minutos anteriores ao arranque da cerimónia que distinguiu os alunos do Agrupamento de Escolas Cidade do Entroncamento pelo trabalho exemplar desenvolvido no passado ano letivo em atividades curriculares e extra-curriculares, conquistando destaque a nível local, regional, nacional e internacional.

Prémios de Mérito do Agrupamento de Escolas do Entroncamento. Foto: mediotejo.net

A diretora do agrupamento destacou tratar-se de “um momento de glória sobretudo para os alunos e para as famílias, e claro, para os professores”e de “um reconhecimento do trabalho que todos desenvolvemos, quer a escola, os pais, os próprios alunos, os funcionários e as entidades parceiras que connosco colaboram”. Uma parceria que considera fundamental para que “os alunos tenham este sucesso” e “haja uma relação entre o meio local e a própria escola”.

Questionada se a atribuição dos Prémios de Mérito inspira os outros estudantes do agrupamento a quererem fazer melhor e estarem no palco no ano seguinte, Maria Filomena Pereira respondeu que sim. Nas suas palavras, “não só os alunos, mas também os pais, que criam grandes expetativas nos filhos e quando veem que são atingidas é uma alegria”.

Tal como viria a referir pouco depois do início da cerimónia, perante uma plateia cheia de brilho nos olhos, quem não recebe prémios não fica esquecido. Ao mediotejo.net salientou o “orgulho” em “todos os alunos que não sobem ao palco, porque eles também têm mais-valias, outros saberes. Devem ser valorizados e isso acontece no seio do próprio agrupamento”.

Partilhamos alguns dos (muitos) momentos que marcaram a noite desta sexta-feira no Centro Cultural do Entroncamento:

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here