Editorial | A importância da informação profissional em tempos de pandemia

Um dos pilares do jornalismo é a verificação. Verificação dos factos, verificação da idoneidade das fontes de informação e verificação das informações recolhidas junto de, pelo menos, duas fontes diferentes. Nos últimos anos, a credibilidade do jornalismo foi muitas vezes posta em causa por alguns profissionais terem deixado de fazer bem o seu trabalho, mas também porque muitos passaram a tentar fazê-lo sem a necessária qualificação e sem quaisquer obrigações éticas e deontológicas.

PUB

O mediotejo.net, recordamos, é um jornal registado na Entidade Reguladora da Comunicação Social (nº 126721) e a nossa redação é composta exclusivamente por jornalistas com carteira profissional. 

Ter acesso a informação fidedigna não devia ser difícil, é um pressuposto fundamental da vida em democracia. Mas a verdade é que o jornalismo fiel à sua matriz de serviço público é um bem que se foi tornando raro (e nem sempre valorizado).

PUB

Em momentos como o que vivemos, a importância do acesso a informação rigorosa ganha ainda maior relevância. Não siga sites, páginas e grupos onde se publica informação de forma anónima (os nomes dos jornalistas surgem a assinar os artigos também como forma de responsabilização perante o que é noticiado), certifique-se de que as fontes da informação/notícia estão identificadas, desconfie de notícias bombásticas e/ou muito alarmistas.

Perante a avalanche de informação com que lidamos diariamente, é fundamental descodificar e filtrar o essencial do acessório e não descurar nunca a verificação dos factos. Nesse sentido, estamos a fazer um ponto de situação diário resumindo o que de mais importante se passa na região e no país e decidimos também instituir duas regras claras: só noticiamos casos de Covid-19 confirmados pela Delegada de Saúde Pública, a autoridade máxima nestas circunstâncias, e não divulgamos dados sobre os infectados além da idade e concelho de residência (a não ser que as autoridades de saúde entendam que outro alerta deva ser feito), de forma a não criar estigmatização e alarme social e mantendo o absoluto respeito pelo código deontológico dos jornalistas e pelo direito à privacidade dos doentes.

A revelação de factos, outro dos pilares do jornalismo de referência, mantém-se também no topo das nossas prioridades. Procuramos entender o que se passa junto de quem pode explicar-nos, fazemos perguntas (mesmo que difíceis) às autoridades competentes, buscamos ângulos e perspectivas diferentes, sempre com a certeza de que não existem verdades absolutas e que, entre o branco e o preto, existem muitas matizes de cinzento.

A nossa equipa de jornalistas mantém-se a trabalhar em permanência, e com redobrado empenho, para lhe garantir informação de confiança, minuto a minuto. Os próximos dias, semanas e meses vão ser difíceis para todos, mas saiba que estamos aqui, e que pode contar connosco.

***
Se é um leitor regular das nossas notícias, torne-se num dos nossos leitores beneméritos.
Pode fazer uma contribuição pontual (1€, 5€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.
Pode tornar-se um leitor benemérito fazendo contribuições regulares, a partir de 10€/mês, ou doando uma vez valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da nossa ficha-técnica como beneméritos, e os primeiros 10 doadores recebem gratuitamente uma assinatura da nossa Revista Ponto, publicada quadrimestralmente, no valor de 18€.
Para tal deve usar o IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições), o MB Way, com o telefone 962 393 324, ou contactar-nos para o email info@mediotejo.net ou para o telefone 913 780 960 para que o possamos ajudar a encontrar a melhor forma de nos entregar a sua contribuição, seja criando referências multibanco ou através de um cheque.
Mais informações

PUB
PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser), através do IBAN PT50001800034049703402024 (conta da Médio Tejo Edições) ou usar o MB Way, com o telefone 962 393 324.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here