- Publicidade -

Economia | Francisco Correia Pires assume liderança do BNI Estratégia

Diz-se que “filho de peixe sabe nadar” e Francisco Correia Pires, de 23 anos, foi desafiado a provar isso mesmo: é ele o novo presidente do BNI Estratégia, grupo de empresários de Abrantes fundado há 10 anos e que teve como primeiro presidente o seu pai, Luís Correia Pires, detentor do Grupo Correia Pires, que engloba as empresas Trincanela e Grão Café.

- Publicidade -

Licenciado em Gestão de Empresas pelo ISCTE, Francisco Correia Pires terá pela frente seis meses de mandato, tendo como vice-presidente Renata Nader, da Nader Clinic, e Olga Alves, mediadora de seguros, como secretária-tesoureira.

O crescimento do grupo de Abrantes, que atualmente tem 17 empresários, é uma das apostas da nova equipa de liderança, que tomou posse a 1 de abril, numa das reuniões semanais do grupo.

- Publicidade -

O BNI Estratégia quer “continuar a potenciar os negócios dos membros, assegurando a coesão do grupo”, diz Francisco Correia Pires. “O grupo permanece empenhado na entreajuda entre empresários, que se apoiam sem nada mais ganharem além do reconhecimento entre pares”.

“É esse o lema do BNI”, explica: “Se ajudares, serás ajudado.”

O BNI, acrónimo de Business Network International, foi fundado nos EUA em 1985 por Ivan Misner, um dos mais reputados especialistas em “networking”. O conceito depressa se espalhou pelo mundo, havendo atualmente grupos em 73 países, com mais de 265 mil empresários e profissionais liberais. O principio básico da organização assenta na “construção de relações de confiança em ambiente estruturado e profissional, promovendo a criação de negócios entre todos os seus membros”.

Sou diretora do jornal mediotejo.net e da revista Ponto, e diretora editorial da Médio Tejo Edições / Origami Livros. Sou jornalista profissional desde 1995 e tenho a felicidade de ter corrido mundo a fazer o que mais gosto, testemunhando momentos cruciais da história mundial. Fui grande-repórter da revista Visão e algumas da reportagens que escrevi foram premiadas a nível nacional e internacional. Mas a maior recompensa desta profissão será sempre a promessa contida em cada texto: a possibilidade de questionar, inquietar, surpreender, emocionar e, quem sabe, fazer a diferença. Cresci no Tramagal, terra onde aprendi as primeiras letras e os valores da fraternidade e da liberdade. Mantenho-me apaixonada pelo processo de descoberta, investigação e escrita de uma boa história. Gosto de plantar árvores e flores, sou mãe a dobrar e escrevi quatro livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -