Doçaria Tradicional: A mostra que promete deixar toda a gente de água na boca (C/VÍDEO)

Tigeladas, palha de Abrantes, mulatos, castanhas doces, broas fervidas, broas de mel, limas são algumas das iguarias que com certeza, só de ler os seus nomes, já o fazem salivar. Pois fique sabendo que, no fim-de-semana de 28 a 30 de outubro, está de volta a 15ª edição da Feira Nacional de Doçaria Tradicional, no Mercado Criativo (antigo Mercado Diário) em Abrantes, tendo aqui a oportunidade perfeita para poder saciar a gula e cometer alguns pecados carregados de açúcar.

PUB

Um certame que tem presente a tradição, e que tem sido uma aposta do município para a valorização dos produtos locais, segundo explicou Maria do Céu Albuquerque na conferência de imprensa, que ocorreu na Biblioteca Municipal.

Esta mostra é efetivamente “uma aposta nas pessoas, nos produtores e nos nossos doceiros, e depois nas entidades com quem nos relacionamos, nomeadamente as associações, mas também os agrupamentos de escolas que normalmente acedem com grande entusiasmo às iniciativas que lhes são propostas neste âmbito”, frisou a autarca.

PUB

Deste modo, há uma promoção da gastronomia, não só local e regional, mas também em contexto nacional, uma vez que “não nos fechamos sobre nós próprios”, abrindo  a cidade portas às outras regiões do país, “à concorrência nacional”, que pode ser uma forma de “estimular as pessoas para que possam apreciar mais o que Abrantes tem para oferecer”.

Isto porque cerca de 30 doceiros de todo o país, incluindo das ilhas, vão estar presentes trazendo consigo os Ovos-Moles de Aveiro, as Queijadas de S. Gonçalo, as Lérias, os Foguetes e as Brisas do Tâmega de Amarante, o Pão-de-ló de Ovar, o Pão-de-ló e as Cavacas de Margaride, as Malassadas de S. Miguel do Açores, o Bolo Fidalgo e o Pão de Rala do Alentejo, as Cornucópias de Alcobaça, entre outros.

A presidente da CM Abrantes está expectante com mais uma edição do certame que costuma ser “um sucesso”, notando que a autarquia espera que o próximo fim-de-semana traga muita gente ao concelho. “As pessoas do nosso concelho em primeiro lugar, as pessoas com quem e para quem nós trabalhamos, mas depois as pessoas dos outros concelhos aqui à volta, e numa região mais alargada, que venham e aqui fiquem e possam almoçar e jantar, e fazer as suas compras para depois nos Santos, quando receberem as suas famílias, que é o que acontece nesta altura, possam também ter um mimo local para oferecer”, declarou.

Uma vez que o espaço será, em mais uma edição, no Mercado Criativo, a autarca disse haver grande potencial no centro histórico para valorizar esta iniciativa de promoção da gastronomia e doçaria tradicionais, e que se há-de encontrar “um modelo definitivo para esta Feira”, uma vez que o espaço será intervencionado para outros fins.

“É um privilégio, pela 15ª vez, estarmos a levar por diante esta iniciativa (…) esperamos que seja um sucesso como tem sido noutros anos”, concluiu.

Já Conceição Pereira, da Tagus, referiu que este ano a novidade passa por um “desafio lançado às escolas, a construção de fantoches e cenários, e em simultâneo, lançámos um desafio para os grupos de teatro Palha de Abrantes e Sociedade Artística Tramagalense, para neste projeto de parceria os grupos dão vida aos fantoches”.

A nível desportivo a oferta mantém-se, porque apesar de ser um evento calórico, não há desculpas para cessar a prática desportiva. Assim sendo, as inscrições estão abertas para participação no trail noturno e no passeio guiado em BTT, organizados pelo COA e pelos Branquinhos do Pedal respetivamente.

As oficinas e demonstrações de confecção de doçaria também vão acontecer uma vez mais a cargo do chef Fernando Correia, da Pastelaria Tágide, não descurando as restantes atividades de animação infantil e musical a decorrer ao longo do fim-de-semana dirigidos a toda a família, para miúdos e graúdos.

A inauguração do certame está marcada para sexta-feira, dia 28, a partir das 18h00, com encerramento da feira no domingo, dia 30, pelas 20h00.

Consulte a programação ao pormenor através do site da CM Abrantes.

 

PUB
PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).