“Diagnóstico de Coronavírus em lares: uma notícia fantástica e muito desejada”, por Rui Calado

Foto: DR

Num momento em que recebemos diariamente tantas notícias preocupantes, tristes, deprimentes, ouvir dizer que se vai iniciar, hoje, a implementação de um programa de aplicação de testes de diagnóstico, orientados para a protecção das pessoas idosas institucionalizadas, a população mais vulnerável ao Coronavírus, daqueles que mais vezes morrem, só nos podia encher de esperança.

PUB

Uma grande notícia, para nós, os idosos deste país. O que vai ser feito, aumentará a nossa expectativa de que vamos sair vivos desta crise (é que, meus amigos, para nós esta é frequentemente uma questão de vida ou de morte). Não se iludam, nem arranjem desculpas, nós queremos mesmo viver mais um pouco. Esta medida deu-nos ânimo, faz-nos acreditar.

Foi seguramente uma grande notícia para os nossos filhos. Os progenitores, seguramente os seus maiores amigos, muitas vezes os seus heróis, vão ter mais hipóteses de andar por cá mais algum tempo. Vão estar por perto, vão estar por aí…

PUB

Será fantástico para os nossos queridos netos. Eles são a nossa alegria de viver, mas nós também sabemos que os afectos que lhes oferecemos com tanto amor, são muito importantes para eles. Quem teve avós, sabe bem do que estou a falar…

Obrigado, muito obrigado a quem teve a coragem de fazer o que deve ser feito.

PUB

Obrigado às empresas portuguesas. A produção de testes de diagnóstico da infecção pelo Coronavírus, em elevado número, permitirá a adopção de medidas bem dirigidas, em particular o isolamento das pessoas infectadas, quer tenham ou não tenham sintomas. Quer sejam funcionários ou utentes dos lares.

Todos sabemos que neste momento de crise, os idosos não saem dos lares. E que o vírus não anda, nem tem asas. Por isso, sempre que aparecem idosos doentes, alguém entrou na instituição e disseminou o agente infeccioso. Seguramente de uma forma inimputável, dado que este vírus também pode ser transmitido por pessoas infectadas e sem quaisquer sintomas da doença. Ou porque os sintomas ainda não se manifestaram ou porque são portadores assintomáticos.

Por isso, ao ouvirmos que este programa também proporcionará o despiste dos cuidadores, desde o porteiro, o cozinheiro, o cuidador directo, todos os funcionários, todos os que entram e saem das instituições, enchemo-nos de esperança, sentimos que há sempre quem pense bem, quem organize as melhores respostas e decidimos agradecer.

Agradecer de forma sentida, conscientes da importância da medida apresentada por alguém que conhecerá muito bem os seus deveres de cidadania, orientada para a protecção de um grupo de pessoas bem identificado,  detentoras de todos os seus direitos, por inteiro, e em especial do seu direito à vida. Temos pois que lhes agradecer, de lhes dizer que ficaremos eternamente gratos. Muito, muito obrigado por nos deixarem continuar a olhar para o túnel, onde garantidamente, muitos de nós, ainda conseguem descortinar muito bem uma luzinha lá no fundo.

O despiste do Coronavírus nos lares vai fazer toda a diferença. E verdade se diga, também ajudará a aliviar a pressão que o excesso de doentes exerce sobre os hospitais…

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

PUB

1 COMENTÁRIO

  1. És uma pessoa PREOCUPADA!
    Não era de esperar outra coisa…e não podia ser de outro modo.
    A esperança/satisfação que o texto que me mandaste são tais, que sem nos iludir (nada disso), nos coloca num patamar de vivência que não podemos deixar cair para a base da pirâmide da qual somos o vértice.
    Era o que faltava…os vértices nunca podem cair, por tanto e tudo, que lhes é devido.
    Estou como tu CARO RUI, consciente de que a luta já é tremenda, mas…”o homem não foi feito para outra coisa que não seja a luta”…ou foi?!
    Cumprimentos nossos para vós e um ABRAÇO para ti.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here