PUB


Dia de Tomar [1160-2017] | Asseiceira: onde se recria a história da Ceyceira Medieval

No âmbito do Dia do Município de Tomar, que assinala no dia 1 de março os seus 857 anos de fundação, o mediotejo.net apresenta-lhe uma leitura alargada das 11 freguesias que compõem o território concelhio, com reportagens, história, entrevistas e um passeio guiado pela cidade templária à beira Nabão plantada. Retrato de Asseiceira, freguesia onde se recria a história da Ceyceyra Medieval.

A história de Asseiceira remonta aos tempos da primeira dinastia (D. Dinis). Foi vila e concelho até 1836 ano que passa a freguesia integrada no concelho de Tomar. Situada no extremo sul do concelho, a freguesia é atravessada pela A23 e banhada pelo rio Nabão. Em termos históricos é uma das freguesias mais importantes do concelho, daí a junta de freguesia ter lançado uma recriação histórica anual, a Ceyceyra Medieval.

Um dos acontecimentos marcantes que ocorreu na freguesia foi, em 1834, a batalha entre os partidários de D. Pedro e os de D. Miguel, no âmbito da guerra civil entre liberais e absolutistas.

É importante conhecer e visitar as ruínas da Igreja da Misericórdia na Asseiceira, utilizada como Hospital de Sangue no Batalha de Asseiceira, em 16 de Maio de 1834 entre D.Miguel de D. Pedro. A olaria, a arte chocalheira, Património da Humanidade, as inúmeras fontes de água natural e o trilho pedonal do Nabão cujo percurso tem início na Matrena e termina na Foz do Nabão.

Salão Paroquial de Asseiceira nos anos 50

Igreja de Asseiceira

É importante realçar a celebração do Carnaval na Linhaceira, cujo corso é sempre no Domingo de Carnaval pela 15 horas bem como a Feira Medieval de Asseiceira, este ano a 23 e 24 de setembro. O prato que mais identifica a Freguesia de Asseiceira é a lampreia, apreciada pelos que a visitam de muito longe só para saborear o Arroz de Lampreia servido nos seus restaurantes. Outra iguaria típica e muito apreciada é a silerca, cogumelo comestível típico desta região podendo ser cozinhada com arroz, com ovos ou grelhada.

Evento Ceyceyra Medieval conta história da freguesia

Tem a palavra… Carlos Rodrigues, 45 anos, no cargo desde 18 de outubro de 2013, eleito pelo PS

Pontos fortes e pontos fracos da sua freguesia?
O melhor são as pessoas, uma comunidade viva e um movimento associativo dinâmico. O pior é a marca da grave crise financeira e do desemprego que ainda são visíveis na freguesia.

Como tem sido a relação da Junta de Freguesia com a Câmara de Tomar?
Dificilmente poderia ser melhor. Há disponibilidade para ouvir as nossas preocupações e abertura para tentar resolvê-los. O reconhecimento de que a Freguesia possui 3 dos 10 dos maiores centros populacionais do concelho têm merecido por parte da Câmara o devido respeito.

Que dificuldades sente na gestão da freguesia?
A maior dificuldade é a falta de recursos humanos que nos permitam chegar às populações de forma mais célere na resolução dos seus problemas.

O que é mais gratificante no cargo de presidente de junta?
A satisfação pela obra feita e a melhoria concreta da qualidade de vida dos habitantes da Freguesia.

Não gostaria de terminar o mandato sem…
… iniciar o Centro Escolar da Linhaceira

ORAGO:
Nossa Senhora da Purificação

ÁREA:
27,8 Km2

Ordenação heráldica do brasão e bandeira
Publicada no Diário da República, III Série de 17/08/1999.

ARMAS – Escudo de azul, pálio de coticas ondadas de prata, acompanhada em chefe de uma coroa do Espírito santo de prata, à dextra de um pergaminho desenrolado de ouro e à sinistra de uma talha do mesmo.

Coroa mural de prata de quatro torres.
Listel branco com a legenda de negro, em maiúsculas: ASSEICEIRA – TOMAR

Elsa Ribeiro Gonçalves
Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).