Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Dia da Árvore/GNR | “Os incêndios preocupam muito” as crianças, afirma professora

O Comando Territorial de Santarém da GNR promoveu durante esta terça-feira, 21 de março, Dia da Árvore, um conjunto de ações de sensibilização nas escolas de 1º ciclo do distrito. Em Ourém a ação decorreu no Centro Escolar do Olival, onde 97 crianças do pré-escolar e 1º ciclo tiveram oportunidade de plantar dois pinheiros e um sobreiro. A questão da floresta e sobretudo dos incêndios preocupa muito estas crianças, afirma a coordenadora da escola, Susana Mourão, uma vez que várias delas já tiveram as chamas à porta de casa.

- Publicidade -

A floresta é ou não importante para a gente viver? Quantas serras há no concelho? Porque não se deve colocar lixo na floresta? Porque se deve ter cuidado com os cigarros mal apagados?

Muitas das crianças do Olival já tiveram as chamas bem perto de casa. Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

Estes foram alguns dos tópicos de conversa lançados por dois representantes da GNR de Tomar e do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) de Torres Novas. Os cuidados a ter com o lixo e com os cigarros, o tempo que diferentes produtos levam a decompor no ambiente e a prevenção dos incêndios estiveram na base da discussão, com alguns contributos animados dos mais pequenos. A ação foi precedida por uma plantação de flores, oferecidas pela Associação de Pais, e terminou com a plantação de três árvores com o apoio da GNR, dois pinheiro e um sobreiro.

Segundo Susana Mourão, a temática do ambiente é abordada em diversas matérias e ao longo do ano com os alunos. “Eles gostam muito de participar e de quando vêm outras entidades” à escola, referiu. “Já são muito preocupados, até porque vivemos em ambiente rural e sobretudo porque muitos deles já viveram situações de risco”, com os incêndios bem perto de suas casas. Com base nestas experiências “perguntam o que podem fazer, como podem ajudar. Isto são aldeias. Os incêndios deixam-nos muito aflitos”, constata.

Esta foi apenas uma das várias sensibilizações promovidas pela GNR junto da comunidade ao longo do ano, esclareceu o Cabo Gregório, da GNR de Tomar, que abordam temas como a proteção florestal, a internet segura ou a prevenção rodoviária, etc, desde os jardins de infância até aos lares de idosos. Entre os mais novos a questão é quase sempre quando podem deixar a cadeirinha no carro, comentou ao mediotejo.net. No geral, referiu, constata que a mensagem de prevenção vai ficando e acompanhando os jovens até ao fim dos ciclos de ensino.

Neste Dia da Árvore as ações de sensibilização da GNR decorreram na EB1 de Mação e no Jardim de Infância de Nossa Senhora da Misericórdia em Barrado, Ferreira do Zêzere, a nível do Médio Tejo. Outras ações semelhantes terão lugar no distrito de Santarém dia 24, sexta-feira.

A celebração do Dia Mundial da Árvore ou da Floresta começou no
dia 10 de abril de 1872, no estado norte-americano do Nebraska (EUA). Em Portugal, a primeira festa da Árvore comemorou-se no dia 9 de março de 1913 e o primeiro Dia Mundial da floresta no dia 21 de março de 1972.

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome