- Publicidade -
Segunda-feira, Dezembro 6, 2021
- Publicidade -

Deputado Hugo Costa defende serviços dos CTT para “maior coesão territorial”

O deputado do Partido Socialista, Hugo Costa, fez uma intervenção durante a audição do Ministro do Planeamento e das Infraestruturas – Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, no dia 7 de fevereiro, a propósito do tema dos CTT, salientando que este é “um serviço necessário a uma maior coesão territorial”.

- Publicidade -

“Os CTT são necessários a uma franja da população que está muito dependente deste serviço, por exemplo, para ir buscar as suas pensões, para procederem a pagamentos de faturas e até como forma de colocar os seus investimentos em Fundos de Tesouro, entre outros”, defende Hugo Costa.

O deputado sublinhou que o serviço dos CTT “é uma estrutura com 500 anos de história importantíssima para o país sendo que – a história na Europa assim o demonstra – a maioria das privatizações feitas a este serviço correram mal”, considerou, recordando que “o antigo Governo é que privatizou os CTT por uma opção ideológica” dado que o memorando da Troika em momento algum dizia que a privatização dos CTT tinha que ser na totalidade.

- Publicidade -

Para Hugo Costa, a privatização dos CTT “deriva unicamente de uma opção do anterior governo”, sendo que o Partido Socialista está “muito preocupado com o serviço público postal” e com todo o alarme que atualmente existe por parte das populações e dos autarcas que pretendem assegurar este serviço de proximidade.

“O encerramento de 22 Estações é preocupante, tal como é preocupante a diminuição de cerca de 800 trabalhadores. Temos dúvidas de que com esta redução o serviço possa melhorar”, atesta, reforçando a necessidade de se estipularem novas metas, mais exigentes para os CTT e para o Serviço Postal Universal.

“É preciso responsabilizar a qualidade de serviço. É necessário garantir que em  todo o território nacional, inclusive nas Regiões Autónomas, os cidadãos tenham acesso ao serviço postal com condições”, defendeu o deputado do PS.

Hugo Costa referiu ainda que todas as soluções devem estar em aberto e serem estudas, sendo legítimas as duvidas colocadas do ponto de vista financeiro questionando o Ministro quais são as soluções do grupo de trabalho sobre esta matéria.

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome