- Publicidade -

Defesa: Portugal envia aviões P-3C e 29 militares para combate às redes de migração clandestina

A participação de Portugal no combate à migração clandestina e ao tráfico de pessoas no Mediterrâneo conta com o recurso a aviões P-3C e com a participação de 29 militares, na denominada Operação Sophia.

- Publicidade -

Segundo a Força Aérea Portuguesa (FAP) uma aeronave P-3C CUP+ Orion e 29 militares da Força Aérea participam na Operação Sophia (European Union Naval Force – Mediterranean – EUNAVFOR MED) – com vista ao desmantelamento das redes de introdução clandestina de migrantes e de tráfico de pessoas na zona sul do Mediterrâneo central.

Os meios portugueses vão estar destacados em Sigonella, Itália, entre os dias 15 de abril e 15 de junho. O objetivo deste esforço multinacional, em que participam os militares da Esquadra 601 – “Lobos”, é identificar, capturar e neutralizar navios e bens utilizados, ou que possam ser utilizados, pelos traficantes e pelas pessoas suspeitas de estarem envolvidas no tráfico de seres humanos e na migração clandestina.

- Publicidade -

A Força Nacional Destacada em causa tem como missão principal a vigilância, o reconhecimento e a recolha de informação na área que lhe estará atribuída, em prol da EUNAVFOR MED.

Fonte: FAP

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).