Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Maio 8, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Crónica fotográfica, por Paulo Jorge de Sousa

Esta semana não publico uma fotografia onde possa falar de justiça porque ainda estou em fase de análise e renovação de ideias e conceitos que até agora, mal ou bem, com mais ou menos resistência, ainda ia alimentando como estando corretas. E não falo apenas no mais recente caso nacional, falo também em relação aos processos que andam por aí relativos à poluição do Tejo, já que este jornal é regional e as minhas crónicas não têm passado essa fronteira.

- Publicidade -

Como vi e ouvi ontem num programa da televisão, isto bem explicado é mais ou menos como se eu, hoje de manhã, tivesse vindo à janela e tivesse visto tudo molhado. Choveu de noite, pensaria eu. Mas, espera lá, se contar isto a um juiz ele pergunta se eu vi a chuva a cair. E de fato não vi. Ele então pode deduzir que não é certo que tenha sido chuva. A praça e os telhados das casas estão molhados porque podem ter vindo aqui dezenas de camiões cisterna, cheios de água e terem molhado tudo com umas agulhetas.

Bem, fiquemos esta semana com uma fotografia de natureza que essa, pelo menos, faz-me bem e faz pensar que ainda há coisas belas na vida.

- Publicidade -

Fotografia: Jarro (ou Copo de Leite), Sardoal, abril de 2021.

Nasceu no Sardoal em 1964, e é licenciado em Fotografia. Fez o Curso de Fotojornalismo com Luíz Carvalho do jornal “Expresso” (Observatório de Imprensa). É formador de fotografia com Certificado de Aptidão Profissional (registado no IEFP). Faz fotografia de cena desde 1987, através do GETAS - Centro Cultural, do qual também foi dirigente e fotografou praticamente todos os espetáculos. Trabalha na Câmara Municipal de Sardoal desde 1986 e é, atualmente, Técnico Superior, editor fotográfico e fotógrafo do boletim de informação e cultura da autarquia “O Sardoal” e de toda a parte fotográfica do Município. É o fotógrafo oficial do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Em 2009, foi distinguido pela rádio Antena Livre de Abrantes com o galardão “Cultura”, pelo seu percurso fotográfico. Conta com mais de meia centena de distinções nacionais e internacionais. Já participou em dezenas de exposições individuais e coletivas.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome