- Publicidade -

Crónica fotográfica, por Paulo Jorge de Sousa

Esta semana passei por Tancos e depois fui até ao outro lado do rio Tejo, ao Arripiado. Passei pelo miradouro situado antes de chegar àquela aldeia, via-se o Castelo de Almourol e o barco que voltava de terra, vazio, novamente para o Castelo, talvez para ir buscar um visitante ou outro.

- Publicidade -

Era dia de semana o que contribui para a fraca afluência turística. No Arripiado, apenas um casal de idosos e uma criança, a brincar por ali.  Foi então que reparei numa das obras de José Coelho que estão naquele espaço, um barco elevado, lá no alto do seu pedestal, como que a imortalizar o rio e os peixes, talvez fonte de sustento em tempos.

Este barco também simboliza este nosso interior, sem ninguém para o viver, sem ninguém para o lembrar, o tal interior que está a pouco mais de uma centena de quilómetros da capital. Ainda procurei por ali perto por algum café, queria comprar uma garrafa de água, mas logo percebi que estava tudo fechado.

- Publicidade -

Fotografia: Obra de José Coelho, em Arripiado, Chamusca. Julho de 2020

Nasceu no Sardoal em 1964, e é licenciado em Fotografia. Fez o Curso de Fotojornalismo com Luíz Carvalho do jornal “Expresso” (Observatório de Imprensa). É formador de fotografia com Certificado de Aptidão Profissional (registado no IEFP). Faz fotografia de cena desde 1987, através do GETAS - Centro Cultural, do qual também foi dirigente e fotografou praticamente todos os espetáculos. Trabalha na Câmara Municipal de Sardoal desde 1986 e é, atualmente, Técnico Superior, editor fotográfico e fotógrafo do boletim de informação e cultura da autarquia “O Sardoal” e de toda a parte fotográfica do Município. É o fotógrafo oficial do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Em 2009, foi distinguido pela rádio Antena Livre de Abrantes com o galardão “Cultura”, pelo seu percurso fotográfico. Conta com mais de meia centena de distinções nacionais e internacionais. Já participou em dezenas de exposições individuais e coletivas.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).