Crónica fotográfica, por Paulo Jorge de Sousa

A Ti Laura era daquelas pessoas que fazia parte da Capela de Nossa Senhora do Carmo, em Sardoal. Durante toda a Semana Santa era ela que abria e fechava a porta e ali estava a guardar a capela o tempo todo.

PUB

Claro que tinha gosto em fazê-lo, em estar perto dos tapetes de flores que a Vila de Sardoal preparava também nas outras capelas da vila, sempre pronta a explicar tudo a quem quisesse saber que flores eram aquelas, onde as tinham ido apanhar ou apenas para receber os comentários de que o tapete estava muito bonito.

A Ti Laura apesar de já não estar entre nós fisicamente, faz parte da Vila, das tradições e dos costumes.

PUB

E esta nomeação das Capelas Enfeitadas com Tapetes de Flores, que coloca estes tapetes de flores como candidato a representar o distrito de Santarém nas fases finais do concurso 7 Maravilhas da Cultura Popular, também é dela e de tantas outras pessoas que ao longo destes anos têm feito este trabalho de uma forma completamente abnegada e dedicada.

E já que o leitor abriu esta crônica, se se quiser juntar à Ti Laura e aos Sardoalenses em geral, basta ligar para 760 207 750 até às 17 horas da próxima quarta-feira dia 15. Sim, porque no Sardoal, ninguém é de fora.

PUB

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub
Artigo anteriorEntroncamento | Primeiro crematório da região deverá abrir ainda este mês
Próximo artigoAbrantes | ‘Dona Amélia – Guest House’ nasce num palacete do século XIX para conquistar os jovens
Nasceu no Sardoal em 1964, e é licenciado em Fotografia. Fez o Curso de Fotojornalismo com Luíz Carvalho do jornal “Expresso” (Observatório de Imprensa). É formador de fotografia com Certificado de Aptidão Profissional (registado no IEFP). Faz fotografia de cena desde 1987, através do GETAS - Centro Cultural, do qual também foi dirigente e fotografou praticamente todos os espetáculos. Trabalha na Câmara Municipal de Sardoal desde 1986 e é, atualmente, Técnico Superior, editor fotográfico e fotógrafo do boletim de informação e cultura da autarquia “O Sardoal” e de toda a parte fotográfica do Município. É o fotógrafo oficial do Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Em 2009, foi distinguido pela rádio Antena Livre de Abrantes com o galardão “Cultura”, pelo seu percurso fotográfico. Conta com mais de meia centena de distinções nacionais e internacionais. Já participou em dezenas de exposições individuais e coletivas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here