Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

CRÓNICA: ESTA, uma Escola que gosta de ser abrantina

O número não é redondo, mas vale sempre a pena assinalar um aniversário, sobretudo quando chegam novas gerações.

- Publicidade -

No dia 6 de outubro, a Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA), do Instituto Politécnico de Tomar (IPT), assinalou os seus 16 anos de vida. Foi uma festa para a comunidade académica reforçar um dos laços que mais a caracteriza: a proximidade. E, graças às redes sociais, foi bem visível o carinho e o respeito que esta Escola foi angariando ao longo de diversas gerações.

Haverá sempre lugar a opiniões distintas, porque a vida sem diferenças seria certamente limitada e até aborrecida. Mas a verdade é que a ESTA transformou Abrantes, deu-lhe vivacidade. Os estudantes continuam a vir do todo o país, inclusivamente das ilhas, e ainda de Cabo Verde. Mesmo que a cidade pareça pequena e que as instalações da ESTA sejam, para já, pouco cativantes, os estudantes conseguem perceber, rapidamente, as mais-valias de aqui tirarem o seu curso superior.

- Publicidade -

As quatro licenciaturas da ESTA (Comunicação Social, Vídeo e Cinema Documental, Engenharia Mecânica e Tecnologias da Informação e Comunicação) têm vindo a dar claros sinais de maturidade. Os projetos, parcerias e atividades falam por si.

Na ESTA os estudantes são desafiados a fazer, com um acompanhamento por parte do corpo docente que é claramente uma exceção ao nível do panorama nacional. Só uma Escola com características muito específicas, como as que a ESTA tem, é que consegue responder ao duplo desafio de preparar e acompanhar. E a bagagem que os estudantes levam da ESTA permite-lhes fazer a diferença no mercado de trabalho.

Para além de toda a exigência na componente da formação e da clara aposta na preparação para o mercado de trabalho, o aspeto humano é também essencial. Os estudantes da ESTA são tratados pelo nome próprio. Não são mais um número. Sabem que contam com todo o pessoal docente e não docente. Por isso falam da “família ESTA”.

Os professores são muito mais do que alguém que transmite conhecimentos. Os gabinetes da ESTA sempre foram espaços de abertura, quase transformados em consultórios de todo o tipo, do mais pessoal ao profissional. E são gabinetes que se prolongam pela vida, em conversas telefónicas, por mail ou nas redes sociais.

Abrantes ganha com os jovens que todos os anos aqui chegam. Podem não ser muitos, mas são sempre mais do que dizem as primeiras notícias que são divulgadas anualmente. Porque há diferentes formas e épocas para ingressar no ensino superior. Depois dos primeiros números, o panorama geral de ingressos de alunos na ESTA foi, este ano, bastante positivo. Sofia Mota, diretora da ESTA, aproveitou o aniversário da instituição para apresentar aos novos alunos a sua nova família abrantina.

O novo ano académico será muito especial para a ESTA. A curto prazo serão disponibilizados os novos laboratórios para as aulas práticas de Engenharia Mecânica e os novos estúdios de rádio e de televisão para Comunicação Social, que estão a ser preparados com novos e modernos equipamentos, adquiridos em resultado de projetos de aplicação prática desenvolvidos por docentes da ESTA.

Para além dos laboratórios e dos estúdios, a Câmara Municipal de Abrantes está a preparar todas as condições para que, num futuro muito próximo, a ESTA tenha novas instalações no Tecnopolo, em Alferrarede.

Pode-se ser feliz numa cabana, mas a existência de instalações apropriadas certamente que ajudará a melhorar, ainda mais, o desempenho desta Escola, que gosta de ser abrantina.

 

 

Professora e diretora da licenciatura em Comunicação Social da Escola Superior de Tecnologia de Abrantes (ESTA), do Instituto Politécnico de Tomar, doutorou-se no Centre for Mass Communications Research, da Universidade de Leicester, no Reino Unido. Foi jornalista do jornal Público e da Rádio Press. Gosta sobretudo de viajar, cá dentro e lá fora, para ver o mundo e as suas gentes com diferentes enquadramentos.
Escreve no mediotejo.net à quinta-feira.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Publicidade -