Covid-19 | Vila Nova da Barquinha com 67 camas prontas a acolher doentes infetados

Casal de idosos de Torres Novas visitou filha infetada e foram contaminados. Números continuam a subir no ACES Médio Tejo e chegaram esta quarta-feira aos 200 casos. Foto ilustrativa: DR

O Plano Operacional Municipal – “covid-19″ de Vila Nova da Barquinha está aprovado e pronto a ser operacionalizado disponibilizando um total de 67 camas em três espaços diferentes. Preparado está também o Plano Operacional Municipal de evacuação de ERPI’s (lares) da Segurança Social, com equipamentos em retaguarda para idosos não infetados.

PUB

“Se as autoridades competentes assim o determinarem estamos pronto a acolher desde já eventuais doentes covid19”, disse ao mediotejo.net o presidente da autarquia local, Fernando Freire. Vila Nova da Barquinha é assim um dos municípios que está também a postos para o eventual acolhimento de cidadãos não infetados e infetados em vários estabelecimentos públicos e privados do concelho, como sejam a Associação de Paralisia Cerebral (equipamento brevemente a inaugurar), com 17 camas, o Albergue da Juventude, com 16 camas, e o Pavilhão da Praia do Ribatejo, com 34 camas, num total de 67 camas.

O Plano da Segurança Social contempla, ainda, uma rede de 1ª linha para acolhimento em plano de evacuação composta por diferentes equipamentos sociais, já validados pelo Centro Distrital de Santarém e com equipas das instituições sociais em prevenção, bem como uma Lista de Voluntariado para o Distrito de Santarém – Campanha Nacional da UNITATE e CASES, para acudir em caso de redução significativa de recursos humanos.

PUB
O Plano Operacional Municipal – “covid-19″ de Vila Nova da Barquinha está aprovado e pronto a ser operacionalizado disponibilizando um total de 67 camas em três espaços diferentes. Foto: DR

Questionado sobre as diretrizes do Plano Operacional Municipal para Lares (ERPI), Freire deu conta que, “sinteticamente, consiste em planear e coordenar a resposta de proteção e socorro, em estreita ligação com o Comando Distrital das Operações de Socorro de Santarém (CDOS), como elo de ligação com Entidades de escalão superior, a Direcção-Geral da Saúde, o Corpo de Bombeiros, as Forças de Segurança e demais Agentes de Proteção Civil e Serviços”.

Nele constam os procedimentos, a identificação de todas os Lares legais do concelho, IPSS e privados, com indicação do número de utentes, género e acamados, e consubstancia a prática de atos concretos de higienização e cuidados a ter por utentes e trabalhadores.

“Se as autoridades competentes assim o determinarem estamos pronto a acolher desde já eventuais doentes covid19”, disse ao mediotejo.net o presidente da autarquia local, Fernando Freire. Foto: DR

O Plano possui os contactos de todos os responsáveis bem como a lista de equipamentos preparados para fazer o acolhimento de infetados e não infetados (Equipamento, Tipo de utilização, Número de Camas, Local, Responsável, Contactos, etc.). Contempla, ainda, a previsão de morgues, adiantou.

PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here