Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Setembro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Covid-19 | Uma docente e dois alunos testam positivo na Sertã e obrigam a isolamento de duas turmas (c/áudio)

Uma professora e dois alunos do Agrupamento de Escolas da Sertã testaram positivo para a Covid-19, o que obrigou a que os restantes alunos das respetivas turmas tivessem de ficar em isolamento domiciliário. A informação foi confirmada pelo Diretor do Agrupamento em declarações ao mediotejo.net.  José Carlos Fernandes adiantou que os alunos dessas turmas que estão em isolamento vão ser sujeitos a testagem durante a terça feira, dia 10.

- Publicidade -

- Publicidade -

“Depois as autoridades de saúde irão fazer a sua avaliação e dar indicações sobre quais as medidas a tomar”, adiantou o responsável. Um dos alunos que testou positivo frequenta o 3º ciclo da Escola Básica Padre António Lourenço Farinha, enquanto o outro frequenta a escola secundária. Ambos não revelam sintomas, garante o Diretor do Agrupamento.

- Publicidade -

Quanto à origem dos contágios, o responsável acredita que venha de casa dos familiares, já que alguns revelaram sintomas, foram fazer os testes e confirmou-se a presença do SARS-Cov-2.

Questionado sobre as medidas que o Agrupamento está a tomar, José Carlos Fernandes refere que têm sido as que estão previstas e estão contempladas nas orientações da DGS. Mas, assim que se soube destes casos recentes, garante que houve um reforço de algumas medidas “para procurar evitar mais contactos sobretudo com a turma do 1º ciclo da professora que testou positivo”.

Os alunos estão em isolamento em relação às outras turmas, têm intervalos desencontrados, tal como a hora da refeição. “Nada indica que haja alunos contagiados, mas, obviamente, há que prevenir e tomar todas as medidas para evitar novos contágios”, conclui o dirigente.

O objetivo do Agrupamento é manter as aulas presenciais, mas isso vai depender dos resultados dos testes a realizar no dia 10.

 

 

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome