Covid-19 | Um novo caso no Entroncamento em dia de reabertura de centros de dia (C/AUDIO)

Centros de dia podem reabrir a aprtir deste sábado, dia 15 de agosto, mediante determinadas condições. Foto: Paulo Pimenta

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Médio Tejo registou nas últimas 24 horas um novo caso de doença por covid-19 no município do Entroncamento. Desde o início da pandemia, os 11 municípios apresentam um total de 481 pessoas infetadas das quais 289 já recuperaram (60%) e regressaram à vida normal. Hoje, cinco meses depois de encerrados, começam a reabrir os centros de dia e são retomadas as visitas aos doentes internados nos hospitais do CHMT. A Delegada de Saúde entende que os utentes dos centros de dia deveriam fazer testes à covid-19 antes de regressarem às instituições, situação que não está prevista no processo de retoma.

PUB

A Delegada de Saúde Pública do ACES Médio Tejo, Maria dos Anjos Esperança, falou ainda ao mediotejo.net sobre a reabertura dos centros de dia, a partir deste sábado, dia 15 de agosto, mas de forma faseada e condicionados a uma avaliação prévia da Segurança Social e entidade de saúde local sempre que funcionem juntamente com outras respostas sociais. Por outro lado, a responsável falou ainda da retoma das visitas a doentes internados nos hospitais do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT), suspensas desde o dia 13 de março.

O ACES Médio Tejo regista um total acumulado de 481 pessoas infetadas (+1), 289 recuperadas (-), 59 pessoas em vigilância ativa (-4) e 15 óbitos (-). Nos 11 concelhos do ACES Médio Tejo, Tomar regista 135 casos positivos, seguido de Ourém (115), de Torres Novas (64), Abrantes (51), Entroncamento (45), Mação (25), Alcanena (22), Vila Nova da Barquinha (10), Ferreira do Zêzere (8), Constância (4) e Sardoal (2).

PUB

Mação é hoje o concelho do Médio Tejo com mais pessoas em vigilância ativa (20), seguido do Entroncamento (15), Tomar, Torres Novas e Abrantes (6), Ourém (3), Vila Nova da Barquinha (2) e Constância (1). Ferreira do Zêzere, Alcanena e Sardoal não têm pessoas em vigilância ativa.

Com os 12 casos que se registam agora no ACES Pinhal Interior Sul, onde se inclui Sertã (11 casos) e Vila de Rei (1 caso), a região do Médio Tejo soma um total de 493 casos de doenças confirmadas, 299 pessoas recuperadas e 15 óbitos.

PUB

Em todo os 13 municípios do Médio Tejo, há 344 casos de infeção registados no período pós-confinamento, mais 195 do que os reportados na fase inicial de contenção da doença.

No Alto Alentejo, Gavião registou este mês em Belver os primeiros nove casos de covid-19. Os resultados dos últimos testes deram todos negativo e já há pessoas recuperadas da doença. Ponte de Sor, por sua vez, apresenta um total de 15 casos positivos. Pelo menos cinco dos casos são relativos a pessoas que não residem no concelho e que não atualizaram a sua residência fiscal, segundo a autarquia.

A Lezíria do Tejo apresenta um total acumulado de 695 doentes, dos quais 233 casos no concelho de Santarém, segundo dados da Rede Regional. A Chamusca tem agora um total de 12 doentes, entre os quais um óbito a lamentar. A Golegã soma um total de oito infeções. A região da Lezíria regista 24 óbitos, 12 dos quais em Santarém.

O distrito de Santarém soma um total acumulado de 1176 casos (695 na Lezíria do Tejo e 481 no ACES Médio Tejo), e um total de 39 óbitos (24 na Lezíria e 15 no ACES Médio Tejo).  A Lezíria do Tejo apresenta um total de 582 doentes recuperados e o ACES Médio Tejo tem 289, o que dá um total de 871 pessoas recuperadas do vírus.

Portugal com mais três mortes e 198 casos confirmados

Portugal regista hoje mais três mortes e mais 198 casos confirmados de covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), hoje divulgado. De acordo com o boletim da DGS sobre a situação epidemiológica, desde o início da pandemia até hoje registaram-se 53.981 casos de infeção confirmados e 1.775 mortes.

Portugal continua sem registo de mortes abaixo dos 20 anos e a faixa etária acima dos 80 anos continua a ser a mais atingida pela mortalidade por covid-19. Quanto a casos confirmados, distribuem-se por todas as faixas etárias sendo as idades até aos nove anos as menos afetadas por infeções até ao momento.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 760 mil mortos e infetou mais de 21 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China. Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

C/LUSA

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here