- Publicidade -

Covid-19 | Tupperware com alguns casos positivos em 400 testes de despiste diz que situação é “relativamente tranquila” (C/ÁUDIO)

A fábrica da Tupperware, situada em Montalvo, no concelho de Constância, regista atualmente “cinco ou seis” casos positivos de Covid-19. A informação foi confirmada ao mediotejo.net pelo responsável do departamento de recursos humanos da empresa, que sublinha a existência de medidas de contenção do vírus, nomeadamente o uso obrigatório de máscara dentro de todo o espaço da fábrica, incluindo no parque automóvel. A empresa tem também promovido testes de despiste aos colaboradores. Só nos últimos 10 dias, foram realizados cerca de 400 testes.

- Publicidade -

“Nós temos neste momento cerca de ou cinco ou seis pessoas infetadas e que estão em isolamento. (…) Estão até numa fase de acabar o isolamento profilático e para a semana regressarem ao trabalho”, adiantou ao mediotejo.net o responsável pelo departamento de recursos humanos da filial da multinacional norte-americana Tupperware em Portugal, Manuel Pacheco.

Ao nosso jornal, o responsável explanou que a situação foi despoletada “pelo conhecimento de alguém que soube que estava infetado, através de um teste efetuado no Hospital de Abrantes”. Após a deteção do caso positivo, a empresa iniciou um processo de testagem dos colaboradores, no seguimento do qual “foram detetadas mais algumas situações” em três turnos diferentes.

- Publicidade -

Atualmente com 242 funcionários e cerca de 200 colaboradores provenientes de empresas de emprego temporário, a Tupperware realizou à volta de 400 testes nos últimos 10 dias. “A Medisigma desloca aqui uma unidade móvel e as pessoas fazem os testes. (…) As pessoas inscrevem-se e de acordo com as inscrições vamos promovendo os testes”, explica o responsável.

Áudio | Manuel Pacheco, responsável de Recursos Humanos da Tupperware, em declarações ao mediotejo.net

“Ainda ontem à tarde [referindo-se a quarta-feira] fizemos 57 testes com resultados negativos”, acrescentou, referindo que no caso dos trabalhadores que tenham que ficar em isolamento profilático tal se tem devido sobretudo a “situações mais familiares, não propriamente de colaboradores”.

O responsável confessa um ambiente “relativamente tranquilo”, não obstante “os testes serem uma fotografia do momento”, reforçando que a fábrica tem implementadas medidas no âmbito do seu plano de emergência pandémico, nomeadamente o fornecimento diário de máscaras, gel desinfetante e a separação com acrílicos no refeitório.

“Continuamos com os turnos que tínhamos, procuramos é que realmente as pessoas guardem o distanciamento social possível, seja nos postos de trabalho seja quando estão nas pausas, quer na cantina quer no exterior. Por exemplo, temos implementado já há bastante tempo uma regra em que, dentro das nossas instalações, a começar no parque automóvel, ninguém pode andar sem a máscara, isso é absolutamente obrigatório”, explica o responsável que refere também a sensibilização no terreno e o “falar como as pessoas” como uma das estratégias “no sentido de conseguirmos que as coisas realmente corram bem”.

Ainda sem necessidade de ativar o Plano de Contingência e a trabalhar a 100%, sete dias por semana, a fábrica da Tupperware em Montalvo conta com 32 máquinas de injeção e duas de sopro que mesmo aquando o aparecimento da pandemia no nosso país, em março de 2020, não pararam. “Estivemos em lay-off parcial na fábrica de abril a 18 de maio, estávamos a rodar menos máquinas (…) mas nunca parámos”, recorda o responsável.

EMPRESA APOSTA NA MUDANÇA PARA O DIGITAL

Com uma recuperação do nível de produção após o decréscimo resultante do aparecimento da pandemia, o responsável pelos recursos humanos da Tupperware em Portugal refere que atualmente a situação “realmente, está a ser boa”.

“Em termos de níveis de produção, temos em 2020 dois períodos: um até maio, que não foi um período muito famoso, nomeadamente o mês de abril até 18 de maio em que estivemos num lay-off parcial, ou seja, nunca fechámos a empresa mas estávamos a trabalhar com uma capacidade reduzida; de 18 de maio até ao momento, estamos a trabalhar bem, temos tido um bom nível de encomendas”, admite.

“Hoje a própria empresa está numa acentuada mudança e transformação, de forma também a ir ao encontro de expectativas dos nossos consumidores e dos nossos clientes que vinham de há muito”, acrescenta o responsável dos recursos humanos da empresa, que destaca um aumento de vendas a nível mundial.

“Muita gente, não só em Portugal, colocava a questão de poder comprar online, que não era possível, de termos acesso aos catálogos, coisa que noutro tipo de negócios e empresas é normal. E portanto o que se verificou a nível de vendas a nível mundial é que de facto após o mês de abril, maio, as coisas melhoraram bastante e nós terminamos o ano de 2020 com um volume de vendas mundial sensivelmente idêntico ao de 2019, o que para um ano em que estamos a enfrentar a pandemia considero bastante satisfatório”, concluiu.

Foto de arquivo: DR

Recorde-se que a Tupperware possui uma fábrica em Montalvo, no concelho de Constância, que foi fundada há mais de 40 anos e que tem empregado centenas de trabalhadores em regime temporário e efetivo, sendo uma das principais indústrias empregadoras da região.

Em 2015, a multinacional norte-americana Tupperware Brands faturou cerca de 2,2 mil milhões de dólares através das vendas de cerca 3,1 milhões de colaboradores, valores para os quais contribui a Tupperware Ibéria, empresa que detém a fábrica instalada em Montalvo, concelho de Constância, no distrito de Santarém, que exporta 96,7% da sua produção para o mundo inteiro, nomeadamente para a União Europeia.

A marca, presente em 80 países, é essencialmente reconhecida pela conceção de produtos/recipientes em plástico para conservar, cozinhar e servir alimentos, e também outros relacionados com produtos de beleza e de cuidados pessoais.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou à capital com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).