Covid-19 | Três funcionárias do Centro de Apoio Social da Carregueira testaram positivo (c/ audio)

Estão de quarentena em casa mas sem sintomas, as três colaboradoras do Centro de Apoio Social da Carregueira, no concelho da Chamusca, que testaram positivo à Covid-19 depois de estarem em contacto com um utente de apoio domiciliário que estava infetado.

PUB

Segundo informação prestada ao mediotejo.net por Horácio Ruivo, presidente da instituição, ao todo foram testados 27 colaboradores nas últimas duas semanas, no âmbito do programa de intervenção preventiva da Segurança Social. Entre os 12 testados no dia 22 de outubro foram detetados os três casos positivos.

PUB

De imediato a instituição tomou medidas de reajustamento dos recursos humanos e de ativação do plano de confinamento. Horácio Ruivo adianta que para já não há qualquer caso positivo na ERPI – Estrutura Residencial para Idosos (lar), onde se vive “um ambiente tranquilo”, aguardando mais orientações da Delegada de Saúde, nomeadamente para a realização de mais testes a utentes e funcionários.

O impacto maior, segundo aquele dirigente, tem mais a ver com a gestão de recursos humanos, uma vez que “o pessoal é reduzido, o que obriga a multiplicar esforços”.

Para tranquilizar utentes, funcionários e familiares, a instituição emitiu um comunicado onde se dá conta da situação e das medidas tomadas.

“Aos nossos colaboradores que têm sido incansáveis, agradecemos toda a dedicação que têm manifestado no cumprimento das regras e de todas as restrições que têm sido criadas para conter a entrada deste vírus na nossa casa”, lê-se no comunicado.

O objetivo dos responsáveis é “viver esta situação sem alarmismos”. Mostram-se cientes de que têm feito e estão “a fazer tudo para proteger os mais vulneráveis”.

“De momento estamos a seguir todos os procedimentos e orientações das entidades competentes”, garantem.

Com cerca de 70 funcionários, várias carrinhas e toda a logística de uma instituição do género, o Centro tem em funcionamento uma Estrutura Residencial para Idosos (ERPI) que acolhe mais de 50 idosos. Apoia ainda 40 idosos em Centro de Dia e mais 40 pessoas no Apoio Domiciliário.

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.
PUB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).